sábado, 13 de dezembro de 2008

Torcida do Cruzeiro venceu de 15 a 3 a torcida do Atlético no Mineirão em 2008

A torcida do Cruzeiro foi mais presente ao Mineirão que a torcida do Atletico contra 15 adversários do Campeonato Brasileiro de 2008 mesmo com os ingressos mais caros para os cruzeirenses. Os atleticanos só tiveram público superior nos confrontos contra Figueirense, Santos e Vasco, quando o ingresso do setor mais barato do Mineirão, a cadeira lateral, foi 1/3 mais barato que os do Cruzeiro.

Apenas contra o Atletico-PR e o Flamengo é que ambos os clubes praticaram o mesmo preço R$ 10,00 e ainda assim os cruzeirenses foram superiores em quase 30 mil bilhetes somando-se as duas partidas.

Confira o quadro comparativo das torcidas abaixo (o levantamento compara os valores do setor mais barato - a cadeira lateral)


Jogo/Dia da Semana/Horário/Preço Arq. Lateral/Público Pagante - em colchete a diferença de publico

Cruzeiro x Atlético-PR/Quarta/21:50/R$10,00/15.247<10.973>
Atlético x Atlético-PR/Domingo/16:00/R$10,00/4.274

Cruzeiro x Botafogo/Sábado/18:10/R$15,00/14.296<5.301>
Atlético x Botafogo/Domingo/16:00/R$10,00/8.995

Cruzeiro x Coritiba/Domingo/18:10/R$15,00/12.975<6.570>
Atlético x Coritiba/Domingo/18:10/R$10,00/6.570

Cruzeiro x Figueirense/Sábado/18:10/R$15,00/8.988
Atlético x Figueirense/Sábado/18:10/R$5,00/19.738<10.750>

Cruzeiro x Flamengo/Domingo/16:00/R$10,00/50.789<17.430>
Atlético x Flamengo/Quarta/21:50/R$10,00/33.359

Cruzeiro x Fluminense/Domingo/16:00/R$20,00/16.345<5.826>
Atlético x Fluminense/Domingo/18:10/R$15,00/10.519

Cruzeiro x Goiás/Quarta/19:30/R$15,00/18.048<14.351>
Atlético x Goiás/Quinta/20:30/R$10,00/3.697

Cruzeiro x Grêmio/Quarta/21:50/R$20,00/35.560<9.262>
Atlético x Grêmio/Sábado/18:10/R$10,00/26.298

Cruzeiro x Internacional/Quinta/20:30/R$15,00/30.861<21.997>
Atlético x Internacional/Sábado/18:10/R$10,00/8.864

Cruzeiro x Ipatinga/Quinta/20:30/R$20,00/12.915<7.740>
Atlético x Ipatinga/Quinta/20:30/R$15,00/5.175

Cruzeiro x Náutico/Quarta/19:30/R$15,00/19.209<6.741>
Atlético x Náutico/Sábado/18:10/R$5,00/12.468

Cruzeiro x Palmeiras/Domingo/16:00/R$20,00/46.081<14.511>
Atlético x Palmeiras/Domingo/16:00/R$7,00/31.570

Cruzeiro x Portuguesa/Domingo/16:00/R$10,00/39.369<29.847>
Atlético x Portuguesa/Domingo/18:10/R$15,00/9.522

Cruzeiro x Santos/Domingo/16:00/R$15,00/19.291
Atlético x Santos/Domingo/16:00/R$5,00/57.391<38.100>

Cruzeiro x São Paulo/Domingo/16:00/R$20,00/37.115<30.722>
Atlético x São Paulo/Quarta/21:50/R$10,00/6.393

Cruzeiro x Sport/Quinta/20:30/R$20,00/8.931<2.892>
Atlético x Sport/Domingo/18:10/R$10,00/6.039

Cruzeiro x Vasco/Domingo/18:10/R$15,00/20.278
Atlético x Vasco/Quarta/21:50/R$5,00/42.182<21.904>

Cruzeiro x Vitória/Sábado/18:10/R$15,00/16.678<9.579>
Atlético x Vitória/Domingo/18:10/R$10,00/7.099

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Campanhas do Cruzeiro na Libertadores

1967 - 12 jogos, 9 vitórias, 1 empate, 2 derrotas, 27 gols pró, 12 gols contra, 4º lugar
1975 - 10 jogos, 5 vitórias, 1 empate, 4 derrotas, 15 gols pró, 15 gols contra, 6º lugar
1976 - 13 jogos, 11 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 46 gols pró, 17 gols contra, CAMPEÃO
1977 - 7 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 8 gols pró, 2 gols contra, Vice-campeão
1994 - 8 jogos, 3 vitórias, 2 empates, 3 derrotas, 7 gols pró, 9 gols contra, 12º lugar
1997 - 14 jogos, 7 vitórias, 1 empate, 6 derrotas, 15 gols pró, 12 gols contra, CAMPEÃO
1998 - 2 jogos, 0 vitória, 1 empate, 1 derrota, 1 gols pró, 2 gols contra, 16º lugar
2001 - 10 jogos, 7 vitórias, 3 empates, 0 derrota, 26 gols pró, 11 gols contra, 5º lugar
2004 - 8 jogos, 5 vitórias, 1 empate, 2 derrotas, 17 gols pró, 8 gols contra, 9º lugar
2008 - 10 jogos, 5 vitórias, 2 empates, 3 derrotas, 19 gols pró, 14 gols contra, 13º lugar
Total: 94 jogos, 56 vitórias, 15 empates, 23 derrotas, 181 gols pró, 102 gols contra

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Plantel do Cruzeiro que disputou e conquistou a Libertadores de 1976 ja sem a presença de Dirceu Lopes. Da esquerda para a direita em pé Darci, Nelinho, Morais, Zé Carlos, Raul, Vanderlei e agachados Guido (enfermeiro), Eduardo, Roberto Batata, Jairzinho, Palhinha e Joãozinho

Marco Antonio pergunta:

Oi, gostaria de saber se o ex-atleticano Lacy já esteve no Cruzeiro e se o Dirceu Lopes também fez parte da relção de inscritos na Libertadores, como está na Placar no. p. 317, p. 63, de 7/5/76. Obrigado.

Almanaque do Cruzeiro responde:

O ponta direita Lacy, que atuou no Atlético entre 1966 e 1971, esteve treinando no Cruzeiro em 1976, mas foi dispensado antes mesmo de registrar contrato. Não fez nenhuma partida com a camisa cruzeirense.

Dirceu Lopes havia sido emprestado por um ano ao Fluminense (RJ), em setembro de 1975, mas após sofrer uma contusão no tendão de aquiles foi devolvido ao Cruzeiro em abril de 1976. O time ainda estava disputando a 1a fase da Libertadores e chegou-se a cogitar a inscrição do meiocampista para a 2a fase do Sulamericano. No entanto, o jogador ainda necessitava de um longo período de recuperação e não foi inscrito. Dirceu só retornou aos gramados em novembro de 1976.


Os 26 jogadores inscritos na Libertadores de 1976 foram:

GOLEIROS - Raul, Hélio, Vítor e Geraldão

ZAGUEIROS - Morais, Darci, Ozires, Souza

LATERAIS - Nelinho, Vanderlei e Mariano

MEIOCAMPISTAS - Piazza, Zé Carlos, Eduardo, Isidoro e Eli Mendes

ATACANTES - Jairzinho, Palhinha, Joãozinho, Roberto Batata, Valdo, Ronaldo, Silva, Kleber, Baiano e Roberto César

*Com a venda do passe de Baiano para o Bahia, o zagueiro Souza foi inscrito em seu lugar para a 2ª fase da Libertadores; devido a confusão criada por uma funcionária da CBF, o atacante Ronaldo só pode ser inscrito na 2a fase.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Os gols mais rápidos do Cruzeiro em Campeonatos Brasileiros

Com o gol marcado aos 14 segundos de jogo na noite de ontem (29/10/2008), na vitória por 3 a 0 sobre o Grêmio, no Mineirão, o meiocampo Wagner tornou-se o segundo artilheiro mais rápido da história do Cruzeiro em Campeonatos Brasileiros. A principal marca ainda pertence ao centro avante Marcelo Ramos, que em 27/08/1995, marcou um gol na vitória por 2 a 0, sobre o Corinthians, no Mineirão, aos 9 segundos de jogo. Por uma desatenção do árbitro carioca Jorge Travassos a súmula consta o gol aos 12 segundos.

Os gols mais rápidos do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro:
27/08/1995 - 2 x 0 Corinthians (Marcelo) - 9 segs (o arbitro anotou o gol aos 12 segs)
29/10/2008 - 3 x 0 Gremio (Wagner) - 14 segs
09/11/1966 - 1 x 0 Fluminense (Evaldo) - 30 segs
13/06/2004 - 1 x 0 Paysandu (Martinez) - 40 segs
28/05/2005 - 1 x 1 São Paulo (Adriano) - 45 segs

Gols com 1 minuto de jogo
09/05/1992 - 2 x 1 Santos (Cleison)
06/11/1994 - 1 x 1 Bragantino (Jean Carlo)
25/09/1999 - 2 x 2 Ponte Preta (Paulo Isidoro)
30/04/2006 - 2 x 0 Figueirense (Luizão)
07/05/2006 - 2 x 0 Juventude (Elber)
30/11/1966 - 6 x 2 Santos (Zé Carlos contra)

Gols com 2 minutos de jogo
30/10/1971 - 2 x 1 Grêmio (Tostão)
24/10/1976 - 3 x 0 Confiança (Ronaldo)
19/02/1983 - 4 x 0 Brasil (Ailton)
27/09/1972 - 2 x 1 Fluminense (Denilson contra)
17/11/1988 - 3 x 0 Gremio (Hamilton)
20/02/1992 - 4 x 0 Atletico-PR (Agnaldo)
01/11/1997 - 2 x 3 Botafogo (Elivelton)
25/08/2002 - 2 x 1 Bahia (Cris)
01/05/2005 - 3 x 2 Internacional (Fred)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Cruzeiro termina ano invicto contra o Atlético pela 14a vez na história do clássico

Com a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético, neste domingo (19/10/2008), o Cruzeiro conclui o 14. ano invicto na história dos clássicos. Em 2008 foram 5 confrontos com 4 vitórias do Cruzeiro (consecutivas) e um empate. O último ano que o Cruzeiro passou em branco nos confrontos contra o rival foi em 1992, quando as equipes se enfrentaram apenas uma vez, pelo Campeonato Brasileiro, com a vitória alvinegra por 2 a 0.

Anos invictos no confronto
Cruzeiro - 1925, 1929, 1930, 1940, 1944, 1965, 1967, 1969, 1972, 1998, 2001, 2003, 2006, 2008

Atlético - 1927, 1928, 1938, 1946, 1953, 1970, 1971, 1975, 1980, 1986, 1991, 1992

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Médias de publico em Campeonatos Brasileiros

Boa tarde,

vc pode me passar as informações de média de público do cruzeiro em cada edição do brasileirão?

Grande abraço

Marcelo Leonardo Pugas (Divinópolis-MG)

Médias de público do Cruzeiro em Campeonatos Brasileiros:

1960 - sem registro
1961 - sem registro
1962 - sem registro
1966 - 42.892
1967 - 32.601
1970 - 35.143
1971 - 22.784
1972 - 20.649
1973 - 20.872
1974 - 13.537
1975 - 24.701
1976 - 19.022
1977 - 31.804
1978 - 24.888
1979 - 31.686
1980 - 23.460
1981 - 22.867
1982 - 16.908
1983 - 36.891
1984 - 13.003
1985 - 22.540
1986 - 32.416
1987 - 33.235
1988 - 22.252
1989 - 21.494
1990 - 22.422
1991 - 24.395
1992 - 25.008
1993 - 12.130
1994 - 13.243
1995 - 20.759
1996 - 24.820
1997 - 9.175
1998 - 28.973
1999 - 28.587
2000 - 16.360
2001 - 14.656
2002 - 13.658
2003 - 25.981
2004 - 6.074
2005 - 15.753
2006 - 15.239
2007 - 23.504

*os dados de 1966 a 2003 foram retirados dos borderôs da ADEMG
*os dados de 2004 a 2007 são da CBF e seguem os critérios adotados pela entidade.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Ramires é o 7o. jogador da história do Clube convocado para o torneio de futebol dos Jogos Olímpicos


O meio campo Ramires que foi convocado nesta segunda feira (21/07/2008), pelo técnico Dunga, da Seleção Brasileira, para substituir o meiocampo Robinho, nos Jogos Olimpicos em Pequim, na China, tornou-se o 7o. jogador do Cruzeiro a disputar o torneio de futebol olímpico.

As participações cruzeirenses começaram em 1972 com a convocação do goleiro Vítor, de 18 anos, que ainda era júnior do Cruzeiro para a disputa dos jogos que foi realizado na cidade de Munique (Alemanha). Além de jogadores, o Cruzeiro também teve a comissão técnica da Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de 1988, em Seul (Coréia), com o treinador Carlos Alberto
Silva, o massagista Teotônio e o médico Ronaldo Nazaré.


Jogadores do Cruzeiro que disputaram os Jogos Olímpicos:
1972 - Vítor (goleiro)
1988 - Careca (atacante) e Ademir (meio-campo)
1996 - Dida (Goleiro)
2000 - Giovanni (atacante) e Marcos Paulo (meio campo)
2008 - Ramires (meio-campo)


O Brasil e o Alemanha são as únicas Seleções campeãs mundiais que não venceram o torneio de futebol olímpico.


As classificações do Brasil no Torneio de Futebol dos Jogos Olímpicos:
1960: 6º colocado (1ª fase)
1964: 9º colocado (1ª fase)
1968: 10º colocado (1ª fase)
1972: 13º colocado (1ª fase)
1976: 4º lugar
1984: Prata
1988: Prata
1996: Bronze
2000: 7º colocado (quartas de final)

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Especialistas elegem camisa do Cruzeiro a mais bonita do Brasil

Em pesquisa realizada na edição de maio de 2008 da revista Playboy, a camisa do Cruzeiro foi eleita a mais bonita do Brasil. A pesquisa contou com a participação de 5 especialistas, que elegeram os uniformes mais bonitos do Campeonato Brasileiro 2008. Conforme citado na revista, a "estrelada mineira" levou o 1º lugar.

Juradas: Adriana Barra, estilista; Agatha Felix, estilista; Carla Raimond, editora da revista Estilo; Juliana Ali, editora da revista Nova e Suzana Barbosa, editora da revista Elle.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Cruzeiro e Atlético - todas as decisões do título de campeão mineiro

O Clássico Cruzeiro e Atlético decidiu por diversas vezes os títulos de "campeão mineiro". Houve 12 decisões diretas em 1962, 1967, 1972, 1976, 1977, 1985, 1987, 1990, 1998, 2000, 2004 e 2007 mas em outras 9 oportunidades o confronto acabou se transformando no jogo do título em 1960, 1963, 1973, 1974, 1975, 1982, 1984, 1988 e 1995.

DECISÕES DIRETAS DO CAMPEONATO MINEIRO

Campeonato Mineiro de 1962
10/02/1963 - Cruzeiro 1 X 0 Atlético - Independencia
13/02/1963 - Atlético 2 X 1 Cruzeiro - Independencia
15/02/1963 - Atlético 2 X 1 Cruzeiro - Independencia
*Cruzeiro e Atlético terminaram o Campeonato com o mesmo número de pontos e tiveram que decidir o título numa melhor de três partidas. O Atlético conquistou duas vitórias na série, sendo a última, com o gol da vitória marcado na prorrogação e ficou com o título

Campeonato Mineiro de 1967
14/01/1968 - Cruzeiro 3 x 1 Atlético - Mineirão
21/01/1968 - Cruzeiro 3 x 0 Atlético - Mineirão
*Cruzeiro e Atlético terminaram o Campeonato com o mesmo número de pontos e tiveram que decidir o título numa melhor de três partidas. O Cruzeiro conquistou duas vitórias seguidas eliminando a necessidade de uma terceira partida e ficou com o título

Campeonato Mineiro de 1972
07/09/1972 - Cruzeiro 2 x 1 Atlético - Mineirão
*Cruzeiro e Atlético terminaram a fase final com o mesmo número de pontos e tiveram que decidir o título numa partida extra. O Cruzeiro venceu e ficou com o título

Campeonato Mineiro de 1976
27/03/1976 - Atlético 2 x 0 Cruzeiro - Mineirão
03/04/1976 - Atlético 2 x 0 Cruzeiro - Mineirão
*Cruzeiro e Atlético terminaram a fase final com o mesmo número de pontos e tiveram que decidir o título em duas partidas. O Atlético venceu ambas e ficou com o título

Campeonato Mineiro de 1977
25/09/1977 - Cruzeiro 0 x 1 Atlético - Mineirão
02/10/1977 - Cruzeiro 3 x 2 Atlético - Mineirão
09/10/1977 - Cruzeiro 3 x 1 Atlético - Mineirão
*O Atlético campeão do 1. turno decidiu o título de campeão mineiro com o Cruzeiro que sagrou-se campeão do 2. turno numa serie de tres partidas. O Cruzeiro venceu duas partidas da série, sendo a última, com os dois gols da vitória marcados na prorrogação e ficou com o título

Campeonato Mineiro de 1985
08/12/1985 - Atlético 0 x 0 Cruzeiro - Mineirão
11/12/1985 - Atlético 2 x 2 Cruzeiro - Mineirão
15/12/1985 - Atlético 1 x 0 Cruzeiro - Mineirão
*O Cruzeiro campeão do 1. turno decidiu o título de campeão mineiro com o Atlético que sagrou-se campeão do 2. turno numa serie de tres partidas. O Atlético venceu a última partida da série com o gol da vitória marcado na prorrogação e ficou com o título

Campeonato Mineiro de 1987
29/07/1987 - Cruzeiro 0 x 0 Atlético - Mineirão
02/08/1987 - Cruzeiro 2 x 0 Atlético - Mineirão
*O Atlético campeão do 1. turno decidiu o título de campeão mineiro com o Cruzeiro que sagrou-se campeão do 2. turno numa serie de duas partidas. O Cruzeiro venceu a última e ficou com o título

Campeonato Mineiro de 1990
03/06/1990 - Cruzeiro 1 x 0 Atlético - Mineirão
*O Cruzeiro campeão do 1. turno decidiu o título de campeão mineiro com o Atlético que sagrou-se campeão do 2. turno em uma partida extra. O Cruzeiro venceu e ficou com o título

Campeonato Mineiro de 1998
07/06/1998 - Cruzeiro 3 x 2 Atlético - Mineirão
11/06/1998 - Cruzeiro 0 x 0 Atlético - Mineirão
*O Atlético pela melhor campanha em todas as fases jogou por dois resultados iguais na decisão em duas partidas. Com uma vitória na 1a partida o Cruzeiro desfez a vantagem e um empate na 2a partida garantiu o título.

Campeonato Mineiro de 2000
03/06/2000 - Atlético 2 x 1 Cruzeiro - Mineirão
08/06/2000 - Atlético 1 x 1 Cruzeiro - Mineirão
*o Atlético classificou-se para a decisão do Campeonato como 1. colocado da 2a fase e o Cruzeiro como 2. colocado. O Atlético levou um ponto de bônus e jogava por três empates para ficar com o título. O Cruzeiro precisava de uma vitória simples para desfazer a vantagem do rival. O Atlético venceu o 1o jogo da série e com um empate no 2o jogo evitou o 3o jogo e ficou com o título.

Campeonato Mineiro de 2004
11/04/2004 - Cruzeiro 3 x 1 Atlético - Mineirão
18/04/2004 - Cruzeiro 0 x 1 Atlético - Mineirão
*O Atletico pela melhor campanha em todas as fases jogou por dois resultados com o mesmo saldo de gols na decisão em duas partidas. Na 1a partida o Cruzeiro venceu com uma vantagem de dois gols de diferença e o Atlético não conseguiu igualar o saldo, mesmo vencendo, na 2a partida. Assim o Cruzeiro garantiu o título.

Campeonato Mineiro de 2007
29/04/2007 - Atletico 4 x 0 Cruzeiro - Mineirão
06/05/2007 - Atlético 0 x 2 Cruzeiro - Mineirão
*O Cruzeiro pela melhor campanha em todas as fases jogou por dois resultados com o mesmo saldo de gols na decisão em duas partidas. Na 1a partida o Atletico venceu com uma vantagem de 4 gols de diferença e o Cruzeiro não conseguiu igualar o saldo mesmo vencendo a 2a partida. Assim o Atlético garantiu o título.

DECISÕES INDIRETAS DO CAMPEONATO MINEIRO

Campeonato Mineiro 1960
22/01/1961 - Cruzeiro 0 x 0 Atletico - Estádio Independencia
*o empate deu o título para o Cruzeiro que tinha o Siderurgica como o concorrente mais próximo. O Atletico terminou o Campeonato em 5o lugar e nao tinha mais chances

Campeonato Mineiro 1963
01/12/1963 - Atlético 1 x 1 Cruzeiro - Estádio Independencia
*o empate no classico mais a vitória do América sobre o Democrata, de Sete Lagoas, que era o adversário mais próximo, deu o título ao Atletico com uma rodada de antecipação. O Cruzeiro estava a 6 pontos e não tinha mais chance.

Campeonato Mineiro 1973
19/08/1973 - Cruzeiro 1 x 0 Atletico - Estádio Mineirão
*Na preliminar, o América venceu o Uberaba e somou 7 pontos eliminando o Atlético e o Uberaba da disputa pelo título. Na partida de fundo, o América torcia pela derrota do Cruzeiro no classico para confirmar o título. O Cruzeiro venceu o Atlético e ficou com o título.

Campeonato Mineiro 1974
15/12/1974 - Cruzeiro 3 x 1 Atlético - Estádio Mineirão
*ambos chegaram com o mesmo numero de pontos na última rodada da fase final. O Cruzeiro venceu e conquistou o título

Campeonato Mineiro 1975
22/02/1976 - Cruzeiro 1 x 0 Atlético - Estádio Mineirão
*na última rodada da fase final o Cruzeiro estava com um ponto de diferença na classificação. Venceu o clássico e garantiu o tetra-campeonato.

Campeonato Mineiro 1982
05/12/1982 - Atlético 2 x 1 Cruzeiro - Estádio Mineirão
*na última rodada da fase final o Atlético estava com um ponto de diferença na classificação. Venceu o clássico e garantiu o penta-campeonato.

Campeonato Mineiro 1984
09/12/1984 - Cruzeiro 0 x 1 Atlético - Estádio Mineirão
*o Cruzeiro havia vencido o 1o turno e caso conquistasse o 2o turno seria o Campeão Mineiro. O Atlético precisava a decisão do 2o turno e provocar uma decisão extra pelo título estadual. O Cruzeiro goleou por 4 a 0, o 1o jogo, disputado em 05/12/1984. O Atlético não conseguiu desfazer a vantagem de gols obtida pelo Cruzeiro no 1o jogo e só venceu o 2o jogo por 1 a 0. O Cruzeiro sagrou-se campeão.

Campeonato Mineiro 1988
10/07/1988 - Atlético 1 x 0 Cruzeiro - Estádio Mineirão
*o Atlético havia vencido o 1o turno e caso conquistasse o 2o turno seria o Campeão Mineiro. Ambos chegaram a última rodada do 2o turno com o mesmo numero de pontos. O Cruzeiro precisava vencer o classico para sagrar-se campeão do 2o turno e provocar uma decisão extra. O Atlético Venceu o classico sagrando-se campeão.

Campeonato Mineiro 1995
04/06/1995 - Atlético 3 x 1 Cruzeiro - Estádio Mineirão
*o Atlético havia vencido o 1o turno e caso conquistasse o 2o turno seria o Campeão Mineiro. O adversário direto do Atlético no 2o turno era o América que estava a dois pontos atrás na classificação e torcida por uma vitória do Cruzeiro para ficar com o título do turno e provocar uma decisão extra pelo título estadual. O Atlético venceu o classico e ficou com o título.

Classicos que decidiram o Campeonato de Belo Horizonte

O Clássico Cruzeiro e Atlético também decidiu os títulos dos Campeonatos de Belo Horizonte. Houve apenas três decisões diretas em 1940, 1954 e 1956, mas em outras seis oportunidades o confronto acabou se transformando no jogo do título em 1927, 1929, 1938, 1942, 1946 e 1949.

DECISÕES DIRETAS DO CAMPEONATO DE BELO HORIZONTE

Campeonato de Belo Horizonte de 1940
29/12/1940 - Atlético 1 X 3 Cruzeiro - Estádio de Lourdes
05/01/1941 - Cruzeiro 1 X 2 Atlético - Estádio do Barro Preto
12/01/1941 - Cruzeiro 2 X 0 Atlético - Estádio da Alameda
*o Campeonato previa três turnos, mas devido a longa paralisação provocada pela formação da Seleção Mineira, só foi disputado até a metade do 2. turno. Os clubes entraram num colapso financeiro e uma assembléia geral decidiu que o título deveria ser disputado entre os lideres Atletico e Cruzeiro numa melhor de três partidas. Com duas vitórias na série o Cruzeiro levou o título.

Campeonato de Belo Horizonte de 1954
17/04/1955 - Atlético 2 x 0 Cruzeiro - Independência
22/04/1955 - Atlético 3 x 0 Cruzeiro - Independência
24/04/1955 - Atlético 1 x 1 Cruzeiro - Independência
01/05/1955 - Atlético 2 x 0 Cruzeiro - Independência
*o Atletico venceu o 1. turno levando 10 pontos extras para a decisão. O Cruzeiro conquistou o 2. e o 3. turnos levando 20 pontos. O regulamento definia que cada vitória na série decisiva valeria 5 pontos e o empate 2,5 pontos e que seria campeão a equipe que somasse 25 pontos. Com três vitórias na série o Atlético desfez a vantagem do Cruzeiro e conquistou o título.

Campeonato de Belo Horizonte de 1956
23/05/1957 - Cruzeiro 1 x 1 Atlético - Independência
26/05/1957 - Atlético 0 x 0 Cruzeiro - Independência
02/06/1957 - Atlético 1 x 0 Cruzeiro - Independência
*O Atlético campeão do 1. turno disputou o título com o Cruzeiro que conquistou o 2. turno numa melhor de três partidas. O Atlético escalou o lateral esquerdo Laércio que estava inscrito irregularmente no Campeonato. O Cruzeiro entrou com um recurso pedindo os pontos do 2. jogo, já que o prazo para o 1. jogo havia se esgotado. O recurso foi aceito pelo STJD que obrigou a Federação Mineira a marcar uma 4. partida. O Atlético recorreu sem sucesso em várias instancias e em março de 1959 os clubes aceitaram a proposta do Conselho Nacional do Desporto em dividir o título. A briga nos tribunais provocou o rompimento de relação entre os clubes que durou um ano.

DECISÕES INDIRETAS DO CAMPEONATO DE BELO HORIZONTE

Campeonato de Belo Horizonte de 1927
27/11/1927 - Atletico 9 X 2 Cruzeiro - Estádio do América
*na penúltima rodada o Atlético estava com dois pontos de diferença sobre o América na classificação. O América, que ainda tinha um jogo a cumprir contra o proprio Atlético, torcia por uma vitória do Cruzeiro que já estava fora da disputa pelo título, e ainda teria que vencer o classico da última rodada para provocar uma decisão extra do Certame. O Atlético Venceu o Cruzeiro e garantiu o título com uma rodada de antecipação.

Campeonato de Belo Horizonte de 1929
17/11/1929 - Cruzeiro 5 x 2 Atlético - Estádio do Barro Preto
*na penúltima rodada o Cruzeiro estava com dois pontos de diferença sobre o Atletico na classificação. O Cruzeiro ainda tinha mais uma partida a cumprir contra o Sete de Setembro. O Atlético teria que vencer o clássico e ainda torcer por um tropeço do Cruzeiro diante do Sete na última rodada para ficar com o título. O Cruzeiro venceu o clássico e sagrou-se campeão com uma rodada de antecipação.

Campeonato de Belo Horizonte de 1938
18/09/1938 - Atlético 1 x 0 Cruzeiro - Estádio da Alameda
*o clássico foi disputado na 1a rodada do 3o turno e o Atlético tinha uma vantagem de 10 pontos sobre os vice-líderes, América, Siderúrgica e Villa Nova. O Cruzeiro não tinha mais chances de disputar o título. O Atlético venceu o clássico e conquistou o Campeonato ainda restando quatro partidas a cumprir.

Campeonato de Belo Horizonte de 1942
04/10/1942 - Cruzeiro1 x 2 Atlético - Estádio do Barro Preto
*o clássico foi disputado na penúltima rodada e o Atletico estava com 3 pontos de vantagem sobre o vice-líder Cruzeiro, que precisava vencer a partida e o América na última rodada, além de torcer por uma derrota do galo contra o Villa Nova. O Atlético venceu e sagrou-se campeão com uma rodada de antecipação.

Campeonato de Belo Horizonte de 1946
22/09/1946 - Atlético 2 x 0 Cruzeiro - Estádio da Alameda
*o classico foi disputado na antepenúltima rodada e o Atletico estava com 6 pontos de vantagem sobre o vice-líder Cruzeiro, que precisava vencer a partida e os dois jogos restantes contra o Siderúrgica e o Metalusina e ainda torcer pela derrota do galo contra o Metalusina e o Sete. O galo venceu o clássico e conquistou o título com duas rodadas de antecipação.

Campeonato de Belo Horizonte de 1949
06/11/1949 - Cruzeiro 1 x 1 Atlético
*o clássico foi disputado na última rodada com o Atlético dividindo a liderança com o América. O Atlético empatou com o Cruzeiro, mas ficou com o título beneficiado com a derrota do América para o Siderúrgica por 4 a 2.

sexta-feira, 11 de abril de 2008

NONÔ II - Atacante foi o autor do gol mais rápido da história do classico entre Cruzeiro e Atletico

Faleceu nesta quarta-feira, 10 de abril de 2008, o ex-ponta direita do Cruzeiro Nonô II. Ele atuou entre 1949 e 1951. Disputou 40 partidas e marcou 12 gols.

Nonô veio do Inconfidência, um time amador de Belo Horizonte, em junho de 1949. Como já havia um outro Nonô no time, um artilheiro conhecido em todo o estado, passou a ser chamado de Nonô II.

Entrou para a história do clássico Cruzeiro e Atlético ao marcar o gol mais rápido do confronto. Foi num amistoso em 22/06/1950, no estádio do Barro Preto. O Cruzeiro venceu por 2 a 0 com dois gols de Nonô II, sendo o primeiro marcado aos 7 segundos de jogo. Após a saída de bola, o meia Guerino apanhou um lançamento e tocou rápido para Nonô II, que na área, chutou de primeira com a bola batendo na trave direita antes de entrar para o gol.

Seu contrato terminou em junho de 1951 e o atacante foi para a Portuguesa Santista-SP. Também teve passagens pelo Santos, Jacarezinho-PR e Fluminense de Araguari.

Francisco de Almeida Rosa, o Nonô II, nasceu em Igarapé-MG e estava com 82 anos de idade. Ao encerrar a carreira tornou-se comerciante. Morreu devido a complicações do Mal de Alzheimer. O ex-jogador vivia em Navegantes-SC, cidade natal de sua esposa, há 39 anos. Teve quatro filhos.