quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

As distorções do ranking nacional de clubes da CBF

Cruzeiro terminou a temporada de 2010 como vicecampeão brasileiro, mas para o ranking da CBF isso não representa muita coisa


E a CBF divulgou mais um ranking dos clubes brasileiros que foi publicado no seguinte endereço
http://www.cbf.com.br/media/30704/ranking.pdf

Já perdi as contas das tantas vezes que a entidade alterou os critérios desse ranking que passou a pontuar as participações das equipes nas séries B, C e D do Campeonato Brasileiro e também da Copa do Brasil. E isso resultou em algumas distorções.

Como ficam os clubes que disputam a Libertadores e que são impedidos pela CBF de disputar a Copa do Brasil? No prejuízo, é óbvio.

Uma comparação pode ser feita com o Atlético que se deu bem com essa distorção em relação ao Cruzeiro, que não pode disputar a Copa do Brasil em 2001, 2004, 2008, 2009 e 2010 por estar participando da Libertadores. Nestes anos o Atlético somou 22 pontos de diferença em relação ao rival, porque disputou a Copa do Brasil.

O ano de 2010 foi bom para o Cruzeiro e ruim para o Atlético. No entanto, o ranking que deveria servir como um comparativo, não reflete a real dimensão da situação dos clubes na temporada. O Cruzeiro obteve apenas 6 pontos de diferença em relação ao rival. Recebeu 59 pontos pelo vicecampeonato brasileiro, enquanto o Atlético que se livrou do rebaixamento na antepenúltima rodada e terminou o certame na 13a posição recebeu 48 pontos. No entanto foi beneficiado com mais 5 pontos pela participação nas quartas de final da Copa do Brasil que o Cruzeiro foi impedido de disputar.

Outra distorção é que o ranking computa apenas os pontos para as equipes da Série A do Campeonato Brasileiro que se classificaram até a 20a colocação.

E como ficam os clubes que participaram de campeonatos da série A com mais de 20 participantes e que se classificaram abaixo da 20a posição? Foram punidos por terem disputado a divisão principal, enquanto os times da série B nestes anos foram beneficiados.

Por causa desse critério absurdo, o Cruzeiro não recebe pontuação em 5 campeonatos brasileiros que disputou na Série A. O Campeonato de 2001 teve 28 participantes e o Cruzeiro se classificou em 21º; o de 1994 teve 24 e o Cruzeiro ficou em 22º, os brasileirões de 1982 e 1985 tiveram 44 clubes cada e o Cruzeiro classificou-se em 24º e 29º, respectivamente. Por último, o de 1984 teve 41 participantes e o Cruzeiro terminou em 33º

E mesmo seguindo os critérios da CBF os números apresentados não batem. Desisti de conferir. Já enviei mensagens aos responsáveis na CBF e não obtive resposta.

A CBF divulgou que o Cruzeiro está na 9a posição com 1.950 pontos. Pela minha soma e seguindo os critérios do ranking que, possivelmente, rejeitam os campeonatos brasileiros da década de 1960 e as classificações abaixo da 20a posição na série A, o Cruzeiro somou 2.029 pontos.

A CBF não reconhece a Copa João Havelange de 2000. Ainda assim, os números não batem. Tirando os 58 pontos que o Cruzeiro deveria receber pela 3a colocação naquele campeonato, a soma total seria 1.971 pontos. Onde foram parar os outros 21 pontos?

Vamos as contas começando pelo Campeonato Brasileiro:
1o lugar - 1 vez (2003) = 60 pontos
2o lugar - 4 vezes (1974, 1975, 1998 e 2010) = 236 pontos
3o lugar - 5 vezes (1973, 1989, 1995, 2000 e 2008) = 290 pontos
4o lugar - 1 vez (2009) = 57 pontos
5o lugar - 3 vezes (1996, 1999, 2007) = 168 pontos
6o lugar - 2 vezes (1972, 1979, 1987) = 165 pontos
8o lugar - 5 vezes (1971, 1986, 1988, 1992, 2005) = 265 pontos
9o lugar - 2 vezes (1990, 2002) = 104 pontos
10o lugar - 3 vezes (1978, 1980, 2006) = 153 pontos
13o lugar - 1 vez (2004) = 48 pontos
15o lugar - 1 vez (1993) = 46 pontos
16o lugar - 2 vezes (1977, 1991) = 90 pontos
17o lugar - 1 vez (1983) = 44 pontos
19o lugar - 2 vezes (1976, 1981) = 84 pontos
20o lugar - 1 vez (1997) 41 pontos
TOTAL: 1.851 pontos

Agora a Copa do Brasil:
1o lugar - 4 vezes (1993, 1996, 2000 e 2003) = 120 pontos
2o lugar - 1 vez (1998) = 20 pontos
Semifinal - 1 vez (2005) = 10 pontos
Quartas - 2 vezes (1995, 2006) = 10 pontos
Oitavas - 4 vezes (1989, 1991, 2002 e 2007) = 12 pontos
16a de final - 3 vezes (1990, 1997 e 1999) = 6 pontos
TOTAL: 178 pontos
Postar um comentário