sábado, 6 de agosto de 2011

Com Guerron o desperdício da renda do sócio torcedor

O presidente Zezé Perrella não mede esforços para desmotivar qualquer medida feita para aproximar o clube da sua torcida. Essa foi uma das características de sua administração ao longo destes últimos 17 anos.

O irmão Alvimar Perrella, quando era presidente do Clube, resgatou o plano de sócio torcedor, que existia no futebol mineiro até a construção do Mineirão. A medida era para garantir uma arrecadação mensal ao Clube. O participante em troca tinha reserva de ingressos para assistir aos jogos e descontos na aquisição de produtos com a marca do Cruzeiro.

Assim que retornou ao cargo em 2009, Zezé Perrella prometeu prosseguir com plano. Mais do que isso. Criou uma imensa expectativa ao anunciar que iria investir o dinheiro na contratação de um grande reforço que viria do exterior. Em 23 de julho de 2009, ele frustrou os sócios torcedores ao apresentar o atacante equatoriano Guerrón. Ele estava no inexpressivo Getafe, da Espanha, onde era reserva e vinha sendo pouco aproveitado. O atacante, inclusive, se apresentou na Toca com a camisa do Sócio Torcedor e Zezé Perrella revelou que foram investidos R$1,2 milhão pelo empréstimo de um ano.

Com a maior cara de pau do mundo Perrella declarou: "Quem trouxe o Guerrón para a gente foi o Sócio do Futebol. Nós temos uma arrecadação garantida e isso fez com que a gente pudesse projetar melhor o ano. Quero agradecer o Sócio do Futebol e dizer que ele continue nos ajudando".

A contratação do equatoriano fez o plano cair em descrédito. E pouco tempo depois, Zezé o aniquilou de vez decretando a sua suspensão.

O alto investimento só não convenceu o treinador Adilson. O equatoriano em um ano de clube jogou apenas 29 jogos, sendo apenas sete como titular. Marcou cinco gols. E o treinador tinha razão. O dinheiro do sócio torcedor foi gasto num atacante de baixo nível técnico, que se atrapalha com a bola e que erra cruzamentos mesmo quando está desmarcado. Em 2010, ele foi dispensado. Dinheiro jogado fora! Uma marca da administração Perrella.

CRUZEIRO 0 x 1 BOTAFOGO
30/07/2011 (Sab-18h30) - Campeonato Brasileiro (Turno) - Arena do Jacaré (Sete Lagoas, MG)
Público: 7.821 (R$ 128.852,50)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Julio Cesar Rodrigues Santos (RS)
Gol: Loco Abreu 56'
Cruzeiro: 1-Fábio; 2-Marquinhos Paraná, 3-Gil, 4-Naldo e 6-Gilberto (17-Roger/46'); 5-Fabrício (18-Reis/72'), 7-Everton, 8-Leandro Guerreiro e 10-Montillo; 9-Wallyson e 11-Ortigoza (15-Sebá/61'). T: Joel Santana
Botafogo: 1-Jefferson; 2-Alessandro, *3-Antônio Carlos, 4-Gustavo e 6-Bruno Cortês (15-Lucas/82'); 5-Marcelo Mattos, 7-Maicosuel, 8-Renato e 9-Elkeson (16-Léo/62'); 13-Loco Abreu e 17-Herrena (10-Felipe Menezes/72'). T: Caio Júnior
CA: Gil/67', Wallyson/89' (C)/ Bruno Cortês/75', Jefferson/82', Léo/88' (B)
Postar um comentário