segunda-feira, 1 de agosto de 2011

O Apodi será o novo Maurinho! Acreditem!!!

O lateral direito Apodi (foto acima) foi contratado pelo Cruzeiro em setembro de 2007 para se apresentar ao Clube em 2008. Qual o motivo da pressa em sua contratação? A diretoria do clube tratou de explicar: "Vem aí o novo Maurinho!". E pela metade dos seus direitos econômicos a administração Perrella torrou 900 mil reais. Ele assinou contrato de cinco anos e é do clube até o fim de 2012.

Quando entrou em campo lembrou Maurinho apenas na velocidade. Corre muito! O treinador Adilson o escalou em 10 partidas como titular. Em outras seis entrou no decorrer dos jogos. Marcou um gol. Foi o suficiente pra doer as vistas dos torcedores com tanta mediocridade.

A partir de junho de 2008 o lateral que custou quase um milhão de reais passou por vários empréstimos gratuitos. Foi para o Santos, depois em 2009 para o São Caetano e o Vitoria. No final daquele ano, o Cruzeiro chegou a anunciar que um grupo de investidores espanhóis queriam pagar R$ 1,7 milhão pelos seus erros de passes e cruzamentos defeituosos, mas tudo não passou de conversa fiada. Foi emprestado ao Bahia e ao Guarani em 2010.

Este ano foi emprestado ao Tokyo Verdy, do Japão. Antes foi envolvido numa polêmica, quando anunciaram que o Náutico havia acertado o seu empréstimo. A notícia foi veiculada por vários veículos de imprensa incluindo o site oficial do Cruzeiro, que deixou o presidente do Náutico, Berillo Júnior, muito puto: "Em nenhum momento procuramos o Cruzeiro. A pessoa que usou o nome do Náutico é um impostor", esbravejou o mandatário ao Jornal do Comercio de Recife.


A caminhada do Cruzeiro para o título da Copa do Brasil de 1996 começou nas arquibancadas. Até aquele ano o critério de participação na Copa do Brasil era a classificação nos campeonatos estaduais. A CBF dava duas vagas para alguns estados incluindo Minas Gerais e a Federação Mineira indicava o campeão e o vice do ano anterior. O Cruzeiro havia fracassado no Estadual de 1995, quando encerrou o campeonato na terceira colocação. O Atlético (campeão) e o América (vice) seriam os dois representantes mineiros na Copa do Brasil de 1996.

No entanto, a CBF resolveu inchar a Copa aumentando de 32 para 40 o número de participantes a partir de 1996 e preencheu as oito novas vagas levando em consideração o aspecto financeiro. Assim classificou as oito equipes de melhor média de rendas no Campeonato Brasileiro de 1995. O Cruzeiro que teve a quarta melhor arrecadação acabou contemplado. Os outros foram Botafogo, Santos, São Paulo, Vasco, Bahia, Atlético (PR) e Goiás.

O Cruzeiro retribuiu a força dada por sua torcida e conquistou o título batendo na sequência o campeão do Acre (Juventus), o convidado (Vasco), o campeão paulista (Corinthians), o vicecampeão carioca (Flamengo) e o vicecampeão paulista (Palmeiras).

O zagueiro Procópio foi contratado junto ao Renascença em fevereiro de 1959. O jogador chegou a ser considerado inapto para a prática do futebol, pois apresentava uma atrofia em um dos pés. O presidente Felício Brandi apostou tudo no zagueiro e o colocou aos cuidados do médico Aníbal Bonifácio da Costa, que era um dos poucos especializados em medicina esportiva no país. Sócios e conselheiros acusaram Brandi de transformar o Clube em um hospital. Em um ano de tratamento Procópio estava recuperado e em condições de jogar. Acabou se transformando num dos maiores zagueiros do futebol brasileiro.

CORINTHIANS 0 X 1 CRUZEIRO
24/07/2011 (Dom-16h) - Campeonato Brasileiro (Turno) - Pacaembu (São Paulo, SP)
Público: 34.482 (R$ 1.275.456,50)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Julio Rodrigues Santos (RS)
Gol: Wallyson 55'
Corinthians: 30-Renan; 18-Welder, 3-Chicão, 4-Leandro Castán e 33-Ramon (12-Alex/62'); 5-Ralf, 8-Paulinho e 20-Danilo (19-Elias/83'); 7-Willian, 11-Emerson e 23-Jorge Henrique (21-Edenilson/71'). T: Tite
Cruzeiro: 1-Fábio; 2-Vitor (17-Ortigoza/66'), 4-Naldo, 3-Gil e 6-Gilberto; 5-Fabrício, 8-Marquinhos Paraná, 11-Everton (14-Léo/86') e 7-Roger (16-Anselmo Ramon/90'); 10-Montillo e 9-Wallyson. T: Joel Santana
CA: Ramon/31', Emerson/37' e Leandro Castán/58' (Cor); Gil/19', Gilberto/45', Montillo/58', Everton/86' e Fábio/89' (Cru)
CV: Gilberto/72' (Cru)
*com a vitória o Cruzeiro subiu uma posição e é o sétimo colocado com 18 pontos e está a sete pontos do líder Corinthians.

twitter: @henriqueribe
Postar um comentário