quinta-feira, 6 de outubro de 2011

O último show de Roberto Gaúcho


Há 15 anos, na tarde de 6 de outubro de 1996, o atacante Roberto Gaúcho fez a sua última grande apresentação com a camisa do Cruzeiro. Ele buscava o título de bicampeão brasileiro de assistências e, naquele jogo, contra o Grêmio, ampliava a sua vantagem sobre os concorrentes, quando aos 37 minutos do primeiro tempo, recebeu uma bola de Palhinha e rolou para o centro-avante Paulinho Maclaren invadir a área e fazer 2 a 0 para o Cruzeiro. A vitória, inclusive, daria a liderança do Campeonato ao time das cinco estrelas.

Num levantamento feito pelo instituto datafolha, Roberto Gaúcho havia sido o campeão de assistências no Campeonato Brasileiro de 1995, quando foi responsável por quase 60% dos gols da equipe, que saíram de seus passes e cruzamentos. Em 1996, o ponteiro, que ostentava o número 11 na camisa, liderava as estatísticas, mas após sofrer uma forte dividida com o lateral gremista, no segundo tempo, saiu de campo para nunca mais voltar a jogar bola. O choque rompeu os ligamentos de seu joelho esquerdo. Retornou aos gramados em agosto de 1997, mas apenas entrou nos minutos finais de algumas partidas. Ganhou o passe livre em 1998, mas não conseguiu retomar a carreira.

Roberto Gaúcho fez muita falta aquele time de 1996. Com a vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, o time atingiu a liderança na tabela, mas com a saída do ponteiro assistente, foi perdendo fôlego a cada rodada e não foi o mesmo nas etapas decisivas sendo eliminado pela Portuguesa nas quartas de final e perdendo a decisão da Supercopa para o Velez Sarsfield. Com Gaúcho no time, provavelmente, o destino do Cruzeiro seria a conquista de ambas as competições.

Ao todo Roberto Gaúcho fez 217 jogos com a camisa cruzeirense e marcou 64 gols entre 1992 e 1997. Conquistou o título da Supercopa de 1992, da Copa Ouro de 1995, das Copas do Brasil de 1993 e 1996 e dos Estaduais de 1992, 1994 e 1996 marcando gols em quase todas as partidas decisivas, que o fez levar o título de "artilheiro das decisões". Seus gols e cruzamentos magistrais estão marcados na memória dos cruzeirenses da década de 1990.

CRUZEIRO 2 x 1 GRÊMIO (RS)
06/10/1996 - Campeonato Brasileiro (1ª fase) - Mineirão (Belo Horizonte, MG)
Público: 21.912 (R$ 169.480,50)
Árbitro: Wilson Souza Mendonça (PE)
Auxiliares: Kleber Guimarães (PE) e Erick Bandeira (PE)
Gols: Palhinha 33’; Paulinho Maclaren 37’; Emerson 74’
Cruzeiro: Dida, Vítor (Marcos Teixeira), Gelson, Célio Lúcio, Ronaldo Luiz, Fabinho, Luizão, Palhinha, Ailton (Leto), Paulinho Maclaren, Roberto Gaúcho (Luiz Fernando). T: Levir Culpi
Grêmio: Danrlei, Luiz Carlos Goiano, Luciano, Adilson (Zé Alcino), Roger (Rogério), Mauro Galvão, Dinho (João Antônio), Emerson, Carlos Miguel, Rodrigo Grall, Paulo Nunes. T: Luiz Felipe
CA: Célio Lúcio, Luizão, Luiz Fernando (C); Luciano, Mauro Galvão, Roger (G)
Postar um comentário