segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Cruzeiro vence Mamoré, leva troféu, mas não convence

Gols saíram em cobranças de pênalti convertidos por Wellington Paulista
Foto: Cruzeiro (divulgação)

Portal Hoje em Dia

Ainda não é o time que a torcida espera, mas o Cruzeiro mostrou evolução e derrotou o Mamoré por 2 a 1, neste sábado (28), na Arena do Sapo, em Patos de Minas. Os dois gols da equipe estrelada (ambos de pênalti) foram marcados por Wellington Paulista, ainda no primeiro tempo. O atacante Jonathan descontou para o Sapo, já na etapa complementar.


No segundo teste do ano, o time do técnico Vágner Mancini entrou mais organizado e com mais vontade em campo. Ao contrário do jogo contra o América, no último domingo, a equipe estrelada mostrou bom toque de bola. Mas ainda preocupa a torcida pela dificuldade na criação, uma vez que Montillo está sobrecarregado.

O Cruzeiro começou em cima do adversário, buscando o gol desde o início. Tanto procurou, que achou. Aos 22 minutos, Anselmo Ramon arriscou chute de longe, o arqueiro do alviverde espalmou e, no rebote, quando ia completar para dentro, Wellington Paulista foi derrubado. Na cobrança, o artilheiro chutou forte e tirou o primeiro zero do placar.

Seis minutos depois, o camisa nove voltou a fazer a festa da galera. Anselmo Ramon recebeu bom passe e escapou em velocidade. Quando preparava para deixar o seu, o volante Tiago o derrubou na área. Assim como no tento anterior, Wellington Paulista não desperdiçou. O artilheiro chutou forte e correu para o abraço: 2 a 0.

O restante do primeiro tempo não foi muito empolgante. Com um futebol cadenciado, o Cruzeiro pouco ameaçou o adversário. O Sapo, por sua vez, tentava chegar na área cruzeirense, mas não tinha sucesso. Somente no final da primeira etapa é que o time da capital chegou com perigo, quando Léo, por pouco, não converteu em gol um belo cruzamento do volante Amaral, obrigando Thiago a salvar a equipe alviverde.

A etapa complementar foi de testes para os dois times. Com o placar praticamente consolidado, o técnico Vágner Mancini promoveu a estreia do lateral-direito Jackson e testou alguns jogadores como o atacante Wallyson, que retorna de contusão, e o meia Élber. Já os donos da casa também promoveram substituições, seis no total.

Quem mostrou mais vontade foi o Mamoré, que marcou seu gol aos 27 minutos. O avante Jonathan recebeu passe açucarado dentro da área e só teve o trabalho de tocar na saída de Rafael.

FICHA TÉCNICA

MAMORÉ 1 x 2 CRUZEIRO

28/01/2012 (Sab-16h) - Amistoso - Arena do Sapo (Patos de Minas, MG)
Árbitro: Adriano Alves de Oliveira
Auxiliares: Pedro Araújo Dias Cotta e Pablo Almeida Costa
Gols: Wellington Paulista (penalti) 22' e (penalti) 28' / Jonatan 72'
Cruzeiro: 1-Rafael, 2-Diego Renan (18-Jackson/46'), 3-Leo, 4-Victorino e 6-Gilson; *5-Leandro Guerreiro, 8-Amaral (19-Wallyson/74'), 7-Marcelo Oliveira (17-Everton/78') e 10-Montillo; 11-Wellington Paulista (21-Eber/85') e 9-Anselmo Ramon (13-Bobô/79'). T: Vagner Mancini
Mamoré: 1-Thiago Wanderson, 2-Ricardo (13-Diego Gomes/62'), *3-Paulinho, 4-Jonatan (15-Diego Rafael/64') e 6-Raner; 5-Tiago Carvalho (17-Robertinho/80'), 7-Marcelinho, 8-Vasconcelos (16-Léo Guerreiro/59') e 11-Evandro (20-Tiago Pitbull/74'); 10-Jouberth (18-Charles/86') e 9-Maxgol (19-Jonatan/51'). T: Erick Moura
CA: Diego Renan/32', Jackson/58', Gilson/76' (Cru); Raner/20', Thiago Carvalho/27', Paulinho/68', Jonatan/90'+1' (Mam)
*pela vitória o Cruzeiro recebeu o troféu em homenagem a Alexandre Queiroz Oliveira, comerciante cruzeirense e filho do ex-presidente da URT, que faleceu em 2011.
Postar um comentário