terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Cruzeiro vence o Democrata e Montillo entra para a história

Foto: Pedro Vilela/Agencia i7
A cidade de Governador Valadares é um destes pedaços do Brasil com o
maior número de belas mulheres por metro quadrado.

O Cruzeiro venceu o Democrata por 2 a 0 ainda demonstrando as mesmas falhas e a pouca inspiração que vem caracterizando a equipe nesta temporada. A vitória só comprova a fragilidade deste Campeonato Mineiro, que continua sendo um dos menos competitivos do planeta. Foi um jogo ruim, mas que acabou entrando para a história. É que Montillo marcou os dois gols, chegou a 30 no total, e tornou-se o maior artilheiro estrangeiro da história do Cruzeiro. Antes desta partida, ele dividia o mérito com o atacante colombiano Aristizábal que, em sua passagem pelo clube em 2003, marcou 28 gols.

O Cruzeiro começou bem a partida. Logo aos três minutos criou uma chance para abrir o placar. Montillo fez uma jogada na linha de fundo e cruzou na segunda trave para Wellington Paulista que cabeceou para o gol, mas o volante Elton, do Democrata, desviou de cabeça a bola que tinha endereço certo. No lance o goleiro Alex chocou-se com a trave e cortou o joelho e a partida ficou interrompida por três minutos para os médicos estancarem o sangramento.

E este acabou sendo um dos raros lances do Cruzeiro em todo o primeiro tempo. Os primeiros 45 minutos desta partida foi o maior fiasco da equipe nesta temporada. Um meio de campo com dois jogadores que falham no posicionamento e nos erros de passes como Rudnei e Marcelo Oliveira não se pode esperar muita coisa.

O Democrata não ficou por menos e só conseguiu chegar uma vez com perigo ao gol do Cruzeiro, aos 36 minutos, graças a falha da arbitragem, que não detectou a posição irregular do atacante Léo. Em mais uma bobeada da defesa do Cruzeiro numa cobrança de falta para a área, a bola sobrou limpa o volante Elton, que rolou para o atacante Léo, que bateu rasteiro para o gol, mas Fábio fez uma grande defesa.

Foto: Pedro Vilela/Agencia i7
Montillo comemora o gol e o recorde

No último minuto dos descontos, Anselmo Ramon praticou mais uma de suas assistências neste Campeonato. Ele viu Wellington Paulista bem colocado dentro da área, que bateu de primeira e a bola passou rente a trave direita.

Na saída para o intervalo, a alta temperatura de Governador Valadares e o estado precário do gramado serviram de desculpa para os jogadores explicarem mais uma pífia apresentação nesta temporada.

Sem Rudnei, que saiu no intervalo, para a entrada do atacante Walter, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo no embalo dos toques de calcanhar do "Queixo de Manga". É incrível. Anselmo Ramon não é desses jogadores que sabem dominar uma bola e executar um drible, mas uma coisa deve-se reconhecer: ele sabe antever uma jogada e fazer uma assistência.

Ao contrário das outras partidas desta temporada, alguém finalmente conseguiu finalizar um passe de bandeja do "Queixo de Manga". Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Anselmo Ramon recebeu um passe da lateral e com um leve toque de calcanhar deixou Montillo na cara do gol. O Pirata agradeceu, mandou para as redes, marcou o seu 29o gol e entrou para a história.

Aos 33 minutos, Anselmo Ramon fez o pivô na entrada da grande área e, de novo, de calcanhar, serviu a Diego Renan que foi a linha de fundo e bateu para o gol. O goleiro Jonathan rebateu e Montillo, na marca do pênalti, pegou de primeira e mandou para as redes: 2 a 0.

FICHA TÉCNICA

DEMOCRATA 0 X 2 CRUZEIRO
25/02/2012 (Sab-17h) - Campeonato Mineiro (1a fase/4a) - Mamudão (Gov. Valadares, MG)
Ingressos: 8.650 (R$ 113.975,)
Arbitragem: Cleisson Veloso Pereira
Auxiliares: Marconi Helbert Vieira e Pedro Araújo Dias Cotta
Gols: Montillo 46' e 79'
Cruzeiro: 1-Fábio©; 2-Marcos, 3-Léo, 4-Victorino e 6-Diego Renan; 5-Leandro Guerreiro, 7-Rudnei (18-Walter/46'), 8-Marcelo Oliveira e 10-Montillo; 9-Wellington Paulista (17-Roger/67') e 11-Anselmo Ramon (16-Wallyson/84'). T: Vagner Mancini
Suplentes: 12-Rafael, 13-Gílson, 14-Thiago Carvalho, 15-Amaral
Democrata: 1-Alex© (12-Jonathan/70'); 2-Juninho, 3-Carlão, 4-Rancharia e 6-Pablo Lucas; 5-Márcio Pinho, 7-Bob, 8-Elton (16-Anderson/78') e 10-Flávio Lopes; 9-Léo Andrade e 11-Adriano. T: Zé Maria Pena
Suplentes: 13-Wesley, 14-Éder, 15-Douglas Silva, 17-Müller, 18-Carlos Antônio
CA: Diego Renan/38', Wellington Paulista/65', Léo/83' (C); Marcio Pinho/17', Elton/35', Adriano/75' (D)
CV: Bob/82' (D)
*o técnico Zé Maria Pena fez a sua reestreia no Democrata. Ele substituiu Marcio Maximo, demitido na rodada passada. Esta é a sua quinta passagem a frente do comando técnico do clube de Valadares. Cruzeiro - 3º colocado (subiu 1 posição) / Democrata - 12º colocado (manteve a posição) / Líder - Atlético com 12 pontos
Postar um comentário