segunda-feira, 25 de junho de 2012

AGENDA HISTÓRICA


Os capitães Wilson Piazza (Cruzeiro) e Franz Beckenbauer (Bayern)
deixam o campo do estádio Olímpico de Munique, na Alemanha, 
parcialmente encoberto pela neve, no intervalo da primeira partida, 
que decidiu o título da Taça Intercontinental, em 23 de novembro de 1976.
Meses depois o capitão cruzeirense encerraria a carreira aos 34 anos. 

Por Henrique Ribeiro

25/06/1969 – com um gol do atacante Evaldo, o Cruzeiro vence o Uberaba, por 1 a 0, e conquista o pentacampeonato mineiro. O time estrelado chegou aos 51 pontos e não poderia mais ser alcançado pelo vice-líder Atlético, que venceu o Formiga, por 1 a 0, e somou 46 pontos. O Cruzeiro ainda tinha três jogos a cumprir no Estadual contra o Usipa, o Sete e o Valério. Este último ainda valendo pela 25ª rodada, que havia sido remanejado. Já o Galo teria apenas duas partidas contra o America e o Villa Nova. Cada vitória representava dois pontos, de acordo com os critérios de pontuação da época. O Campeonato Mineiro de 1969 teve 16 clubes participantes que se enfrentaram em turno e returno e seguiu a fórmula dos pontos corridos.

26/06/1959 - Um relatório divulgado pelo IAPC, que era o instituto que recolhia as contribuições dos jogadores relativas ao fundo de garantia, denuncia uma dívida de 332.036.080,00 do Cruzeiro. O valor era referente ao período de 1951 a 1956, que o clube deixou de recolher.

27/06/1990 - com a derrota por 4 a 0 para o Goiás, no Serra Dourada, o Cruzeiro é eliminado da primeira fase da Copa do Brasil. Foi a maior goleada sofrida pelo time estrelado na competição.

28/06/1986 - o treinador Jair Bala foi o homenageado nas festividades do cachoeirense ausente momentos antes do amistoso entre o Cruzeiro e o Estrela do Norte, no estádio Sumaré, em Cachoeiro do Itapemirim. Ele estava há três meses no comando técnico do Cruzeiro, que venceu o amistoso por 4 a 0, com dois gols de Eduardo Lobinho/2, Sidnei e Édson. Este foi o único confronto entre o Cruzeiro e o Estrela.

29/06/1977 - o volante Piazza disputa a sua última partida com a camisa do Cruzeiro na vitória por 2 a 0 sobre o Esab, pelo Campeonato Mineiro, no Mineirão. A partida marcaria o retorno do jogador, após três meses afastado do time. Na partida contra a Esab ele foi substituído no decorrer do jogo pelo meia Eli Mendes. Meses depois anunciaria o encerramento de sua carreira aos 34 anos. Ao todo disputou 556 jogos e marcou 40 gols com camisa estrelada entre 1964 e 1977. Conquistou os títulos da Taça Libertadores de 1976, do Campeonato Brasileiro de 1966 e dos Estaduais de 1965, 1966, 1967, 1968, 1969, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1977 e da Taça Minas Gerais de 1973. Foi o capitão do time entre 1966 e 1977.

30/06/1936 - Oswaldo Pinto Coelho é eleito presidente do Cruzeiro. Foi o terceiro mandatário do clube, naquele ano, após as renúncias de Miguel Perrella e Romeo de Paoli.

01/07/1945 - o novo estádio do Barro Preto é inaugurado e batizado com o nome do prefeito Juscelino Kubitscheck de Oliveira. A partida inaugural foi o amistoso contra o Botafogo que terminou empatado em 1 a 1. O atacante Niginho abriu o marcador aos 20 minutos e o alvi-negro carioca empatou a partida a quatro minutos do fim com um gol marcado pelo atacante Heleno de Freitas. A renda de 91 mil cruzeiros estabeleceu o novo recorde de bilheteria do futebol mineiro.

twitter: @henriqueribe
www.facebook.com.br/almanaquedocruzeiro
Postar um comentário