terça-feira, 9 de julho de 2013

Agenda Histórica

Foto: Estado de Minas
Geovanni ajeita a bola antes da cobrança de falta que resultaria
no gol do título da Copa do Brasil. Ao seu lado o volante Ricardinho
e o atacante tricolor Marcelinho Paraíba, que está encobrindo o
atacante Muller que lhe aconselhava a bater a bola por baixo da barreira são-paulina

Por Henrique Ribeiro

07/07/1929 - com dois gols de Ninão e outro de Bengala, o Cruzeiro vence o América por 3 a 0, no estádio da Alameda, pela sexta rodada do turno do Campeonato da Cidade. Este jogo havia sido remarcado pelo Tribunal de Justiça Desportiva da FMF. Em 2 de junho, o Cruzeiro vencia o América por 5 a 4, quando os americanos paralisaram a partida para reclamar a marcação de um impedimento e, em seguida, tiraram o time de campo, quando ainda restavam alguns minutos para o fim do jogo. A diretoria do Coelho recorreu ao TJD pedindo a anulação da partida. O tribunal aceitou e justificou que o relatório do árbitro José Rodrigues de Vasconcelos estava “confuso”.

08/07/1936 - "Os palestrinos sempre cuidaram, principalmente, de formar jogadores amigos do clube prendendo-os mais pelo ambiente em que se fizeram do que pelas vantagens materiais que poderiam conquistar em virtude de sua eficiência. Esta é uma das razões que se verificam poucas deserções nas fileiras barro-pretanas". (jornal Diário da Tarde)

09/07/2000 – o Cruzeiro vence o São Paulo por 2 a 1, no Mineirão, e conquista a Copa do Brasil pela terceira vez. Foi a mais dramática de todas as finais do torneio. No primeiro jogo, em 2 de julho, as equipes haviam empatado sem gols. Na segunda partida, em Belo Horizonte, o tricolor esteve com a mão na taça, quando numa cobrança de falta, o atacante Marcelinho Paraíba, abriu o placar, aos 20 minutos do segundo tempo. O resultado parcial obrigou o Cruzeiro a virar o jogo nos 25 minutos restantes, já que o empate em um gol dava o título aos paulistas. O atacante Fábio Júnior, que havia entrado na vaga do meia Jackson, aos 22 minutos, marcou o gol do empate, aos 34 minutos, após receber passe de Muller. E no último lance do jogo, o atacante Geovanni marcou o gol da virada e do título, numa cobrança de falta, aos 44 minutos.

10/07/1987 - empresários depositam Cz$ 10,8 mil (10 mil e oitocentos cruzados) na Federação Mineira referentes ao valor do passe do zagueiro Geraldão. O Cruzeiro recorreu à justiça esportiva, porque a lei do passe prevalecia apenas para o futebol brasileiro e, como os empresários pretendiam negociá-lo para o exterior, o valor fixado seria de livre arbítrio do clube.

11/07/2001 - o zagueiro Luisão é convocado para substituir Lúcio na Seleção Brasileira para a disputa da Copa América. O titular se recusou a se apresentar a Seleção por receio dos distúrbios que estavam ocorrendo na Colômbia, sede da competição.

12/07/1946 - o atacante Braguinha é negociado ao Botafogo por Cr$ 80 mil.

13/07/1964 - a diretoria cruzeirense contrata o zagueiro central William, que estava no América-RJ. O jogador custou Cr$ 7 milhões e assinou contrato de 21 meses.

http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro
Postar um comentário