segunda-feira, 9 de setembro de 2013

agenda histórica

Crédito da Foto: Pablo Rey
Em 2004 o Cruzeiro derrotou o Palmeiras por 3 a 1 no estádio Palestra Itália,
durante as comemorações dos 90 anos do time esmeraldino, que utilizou uma
camisa comemorativa.

Por Henrique Ribeiro

07/09/2004 - o Cruzeiro vence o Palmeiras por 3 a 1, no Palestra Itália, pelo returno do Campeonato Brasileiro. Os gols da vitória foram marcados pelos meias Márcio, duas vezes, e Sandro. Osmar marcou o gol esmeraldino. O Palmeiras comemorava 90 anos de existência e utilizou nesta partida uma camisa comemorativa. O time jogou com a cruz de savóia no lugar do escudo, como fez a equipe que disputou sua primeira competição oficial em 1916. A cruz representava a família real italiana no período.

08/09/1978 - Cruzeiro derrota o Independiente, da Argentina, por 2 a 0, no estadio coliseu, em Los Angeles, e conquista a Taça Independência. Os gols da vitória foram marcados por Paulo Luciano e Joãozinho. Ao final da partida, os cruzeirenses ensaiaram um olé sobre os argentinos que não gostaram e partiram para a briga. A Taça foi disputada num quadrangular formado por duas rodadas duplas. Nos jogos do dia 7 de setembro, o time estrelado venceu o Municipal, da Guatemala, por 3 a 0 e o Estudiantes Tecos, do México, derrotou o Independiente, por 1 a 0. Na preliminar de Cruzeiro e Independiente, Municipal e Tecos empataram em 2 a 2. Cruzeiro ficou com o troféu pela maior soma de pontos nas duas rodadas.

09/09/1960 - o atacante Nonô acerta contrato de seis meses com o Cruzeiro. Seria a sua última passagem pelo clube. Nonô havia encerrado a carreira dois anos antes, mas recebeu convite para voltar ao time estrelado, em julho de 1960. O atacante havia tido uma boa passagem pelo clube estrelado, no início de sua carreira, entre 1947 e 1951, que lhe rendeu várias convocações para a Seleção Mineira. Suas atuações despertaram o interesse dos clubes paulistas e ele atuou no Santos, Guarani, Ponte Preta e Corinthians.

10/09/1967 - o técnico Marão convoca 11 jogadores do Cruzeiro para os amistosos da Seleção Mineira contra as Seleções Paulista e Carioca. Os jogadores relacionados foram o goleiro Raul, o zagueiro Procópio, os laterais Pedro Paulo e Neco, os volantes Piazza e Zé Carlos, o armador Dirceu Lopes, e os atacantes Evaldo, Natal, Tostão e Wilson Almeida.

11/09/1977 - um gol de falta do lateral direito Nelinho dá a vitória por 1 a 0 para o Cruzeiro sobre o Boca Juniors, na segunda partida decisiva da Taça Libertadores, no Mineirão. O tento foi marcado aos 33 minutos, do segundo tempo. O resultado obrigou uma terceiro jogo, em campo neutro, pois os argentinos haviam vencido a primeira partida da decisão, em Buenos Aires, por 1 a 0.

12/09/1945 - o resultado de um exame feito pelo departamento médico da Federação Mineira de Futebol encerrou de forma precoce a carreira do volante Juca. O jogador sofria de pressão alta e foi julgado incapaz para a prática do futebol. Juca fez parte da linha média do Cruzeiro nas campanhas dos títulos de 1940, 1943, 1944 e 1945. Ele havia disputado 203 jogos e marcado 6 gols com a camisa cruzeirense.

13/09/1993 - o goleiro Sergio é apresentado, oficialmente, como o novo reforço do time estrelado para as disputas do Campeonato Brasileiro e da Supercopa. O camisa 1 estava no Goiás e foi contratado, por empréstimo, até dezembro.

http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro
Postar um comentário