quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Tricampeão da Cidade de 1928/29/30


Por Henrique Ribeiro

O primeiro tri conquistado pelo Cruzeiro foi em 1930, quando o clube ainda se chamava Palestra Itália. Na ocasião, o time palestrino levantou por três vezes consecutivas o Campeonato da Cidade. Foi a consagração do futebol "homogêneo", de um time sem jogadores excepcionais, mas disciplinados taticamente sob a batuta do treinador Matturio Fabbi, o "capuccino rosso".

Foi um tri marcado por recordes históricos, que permanecem até os dias atuais. Aquele time cruzeirense é o único do futebol mineiro a conquistar o Campeonato duas vezes consecutivas vencendo todas as partidas que disputou. A façanha foi nos anos de 1929 e 1930.

No ano de 1928 o time cruzeirense marcou 91 gols em 14 jogos. Esta é a maior marca de um ataque em toda a história dos campeonatos mineiros. Uma média incrível de 6,5 gols por jogo!

Foi uma campanha repleta de goleadas sobre os adversários com destaque para os 14 a 0 sobre o Alves Nogueira, de Sabará, no estádio do Barro Preto, em 17 de junho de 1928. É a maior goleada da história dos campeonatos mineiros.

O time base da conquista que jogava no único esquema tático existente no futebol naquele período, o 2-3-5, teve a defesa formada pelo goleiro Geraldo, mais os zagueiros Nereu e Rizzo; a linha média com Bento, Pires e Nininho; e a linha de ataque composta por Piorra, Carazo, Ninão, Bengala e Armandinho. Matturio Fabbi foi o treinador em toda a campanha do tri e o zagueiro Rizzo, o capitão.

A CAMPANHA DE 1928

Turno
06/05 - 3 x 1 Villa Nova
03/06 - 11 x 0 Sport Calafate
17/06 - 14 x 0 Alves Nogueira
08/07 - 9 x 1 Sete
05/08 - 6 x 4 América
12/08 - 11 x 1 Guarany
02/09 - 0 x 2 Atlético
09/09 - Wo x 0 Palmeiras
Returno
11/11 - 8 x 1 Alves Nogueira
25/11 - 2 x 2 Sete
02/12 - 6 x 1 Sport Calafate
09/12 - 2 x 1 América
16/12 - 2 x 2 Atlético
23/12 - 11 x 1 Palmeiras
30/12 - Wo x 0 Guarany
06/01/1929 - 6 x 1 Villa Nova (jogo do título)

Classificação final: 1-Cruzeiro (28), 2-Atlético (27), 3-America (24), 4-Villa Nova (20), 5-Sete (17), 6-Sport Calafate (13), 7-Alves Nogueira (9), 8-Guarany (4) e 9-Palmeiras (2)
Quem jogou:
Geraldo (5) e Albino (8); Nereu (14) e Rizzo (13) e Para-Raio (1); Morganti (14), Osti (12) e Nininho (15); Piorra (14), Gutierrez (1), Ninão (15), Zezinho (14), Malleta (1), Bengala (15), Morgantinho (7) e Armandinho (8)
Quem marcou gols:
Ninão (43), Bengala (31), Zezinho (11), Armandinho (3), Nereu e Piorra (1)

1) o Villa Nova e o Alves Nogueira cumpriam uma punição por terem abandonado o returno de 1927 e disputaram todas as partidas do Campeonato de 1928 na capital. O estádio do Barro Preto foi o único oficial para a disputa de jogos do Campeonato em todo o turno da competição. Recém construído, o estádio da Alameda, do America, sediou algumas partidas do returno. Assim, o Cruzeiro disputou apenas uma partida fora do estádio do Barro Preto, contra o América, em 9 de dezembro.
2) o Syrio abandonou o Campeonato após o fim do turno e, portanto, seus jogos foram anulados e transformados em amistoso. O Cruzeiro havia vencido o Syrio na rodada inaugural por 8 a 2.
3) Por insuficiência de atletas, o Palmeiras e Guarany comunicaram a Liga Mineira a entrega dos pontos das partidas contra o Cruzeiro.
4) a exceção do Villa Nova e do Alves Nogueira, todas as equipes eram de Belo Horizonte.

A CAMPANHA DE 1929

Turno
05/05 - 12 x 0 Alves Nogueira
26/05 - 7 x 2 Guarany
09/06 - 3 x 1 Atlético
23/06 - 3 x 0 Sport Calafate
30/06 - 5 x 3 Sete
07/07 - 3 x 0 América
Returno
28/07 - 8 x 0 Palmeiras
11/08 - 11 x 0 Alves Nogueira
18/08 - 10 x 2 Santa Cruz
25/08 - 8 x 1 Guarany
22/09 - Wo x 0 Sport Calafate
08/11 - 3 x 1 América
17/11 - 5 x 2 Atlético (jogo do título)
24/11 - 5 x 0 Sete

Classificação final: 1-Cruzeiro (28), 2-Atletico (22) e America (22), 4-Sete (15), 5-Alves Nogueira, Guarany e Santa Cruz (6), 8-Sport Calafate e Palmeiras (5)
Quem jogou:
Geraldo (9) e Armando (4); Nereu (12), Para-raio (1), Bilu (1) e Rizzo (12); Bento (13), Pires (13), Cicarelinho (1), Caramatti (3) e Nininho (10); Piorra (13), Carazo (7), Dunga (1), Niginho (1), Ninão (13), Bengala (11), Vignoli (1) e Armandinho (9)
Quem marcou gols:
Ninão (33), Bengala (17), Zezinho (12), Carazo (8), Armandinho (5), Piorra (4), Dunga (2), Nereu (1)

1) todas as partidas foram disputadas no estádio do Barro Preto, à exceção do clássico contra o Atlético, disputado no estádio de Lourdes, e contra o América, na Alameda. Ambos foram pelo turno.
2) apenas o Cruzeiro concordou em enfrentar o Villa Nova, em Nova Lima. Com a recusa dos demais times, o Villa desistiu de disputar o Campeonato.
3) Santa Cruz, campeão da Serie B, e Palmeiras, ultimo colocado da série A, ambos de 1928, disputaram uma partida eliminatória por uma vaga no Campeonato de 1929. Devido aos recursos no tribunal, a Liga classificou ambos para o Campeonato, mas a partir da disputa do returno.
4) Por insuficiência de atletas, o Sport Calafate comunicou a Liga Mineira a entrega dos pontos da partida contra o Cruzeiro.
5) a exceção do Alves Nogueira, todas as equipes eram de Belo Horizonte.

A CAMPANHA DE 1930

Turno
20/04 - 11 x 0 Palmeiras
27/04 - 6 x 0 Sport Calafate
04/05 - 3 x 2 Villa Nova
31/05 - 2 x 1 Atlético
08/06 - 3 x 0 Guarany
15/06 - 4 x 1 América
29/06 - 3 x 1 Sete
Returno
13/07 - 12 x 0 Palmeiras
20/07 - 3 x 1 Sport Calafate
27/07 - 5 x 1 Villa Nova
03/08 - 8 x 0 Guarany
10/08 - 8 x 0 Sete (jogo do título)
31/08 - 2 x 0 América

Classificação final: 1-Cruzeiro (28), 2-America (20), 3-Atletico e Villa Nova (16), 5-Sete (11), 6-Sport Calafate (10), 7-Guarany (7) e 8-Palmeiras (4)
Quem jogou:
Geraldo (8) e Catalano (5); Nereu (13) e Rizzo (13); Bento (12), Pires (13), Ceroula (1), Cicarelinho (1) e Nininho (12); Piorra (13), Pantuzzo (1), Carazo (12), Calixto (1), Niginho (4), Malleta (2), Ninão (7), Bengala (12), Jaime (1), Mariano (1) e Armandinho (11)
Quem marcou gols:
Ninão (18), Bengala (16), Carazo (13), Malleta (7), Nininho (4), Pires, Niginho e Piorra (3), Armandinho (2), Calixto (1)

1) todas as partidas foram disputadas no estádio do Barro Preto, à exceção do jogo contra o Villa Nova, disputado no estádio do Bonfim, e contra o Atlético, em Lourdes, ambos pelo turno. E no returno, contra o America, na Alameda
2) o Atlético abandonou a disputa do Campeonato a algumas rodadas do fim do returno e por isso não houve o confronto contra o Cruzeiro, que ganhou os pontos.
3) a exceção do Villa Nova, todas as equipes eram de Belo Horizonte.

http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro

Postar um comentário