quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O tricampeonato da Taça Minas Gerais e a posse definitiva do troféu

Após derrotar o Atlético na decisão os jogadores cruzeirenses
dão a volta olímpica no Mineirão com a Taça Minas Gerais de 1983. 
No ano seguinte o time conquistaria a posse definitiva do troféu

Por Henrique Ribeiro

Um tricampeonato do Cruzeiro que representou a posse definitiva de um troféu foi o da Taça Minas Gerais. A sequência aconteceu entre os anos de 1982 e 1984 quando a Taça foi colocada em disputa nas fases classificatórias do Campeonato Mineiro.

O troféu foi instituído pela Federação Mineira em 1973 para ser disputado num torneio preliminar ao Campeonato Estadual. E o Cruzeiro foi o campeão da primeira edição. Segundo o regulamento, o time que conquistasse o troféu cinco vezes alternadas ou três consecutivas tornaria-se o detentor absoluto.

O Cruzeiro saiu na frente com o título de 1973. Em 1974, 1978 e 1981 a Taça não foi colocada em disputa. Em 1975, 1976 e 1979, o Atlético levantou o troféu. O Villa Nova faturou o troféu em 1977 e o Uberaba em 1980.

Em 1982 a taça foi colocada em disputa na primeira fase do Campeonato Mineiro, que teve 12 equipes participantes. Os times se enfrentaram em turno e returno e os 8 melhores colocados se classificaram para o octogonal final. O vencedor da fase levava um ponto de bônus para o octogonal.

O Cruzeiro levantou a taça na penúltima rodada com o empate em 1 a 1 com o Democrata, de Governador Valadares, que foi o suficiente para manter os três pontos de vantagem sobre o vice-líder Atletico. No entanto, na última rodada, o time estrelado comandado por Yustrich acabou derrotado pelo rival por 2 a 1, no Mineirão, com um gol de Toninho Cerezo. A torcida cruzeirense ocupou 95% dos espaços da arquibancada do estádio numa das maiores supremacias já vistas na história dos clássicos no estádio.

O time base campeão de 1982 teve a seguinte formação: Luiz Antônio, Celso Roberto, Zezinho Figueroa, Ozires e Luiz Cosme; Douglas, Eudes e Tostão; Carlinhos, Mauro e Jésum. O treinador foi Yustrich.

Em 1983, o Cruzeiro conquistaria novamente o troféu e, desta vez, num jogo decisivo contra o Atlético. A Taça Minas Gerais foi colocada em disputa no segundo turno da primeira fase, que teve a participação de 12 equipes. A Taça do Governador foi colocada em disputa no primeiro turno.

Cruzeiro e Atlético terminaram o segundo turno empatados em número de pontos e tiveram que realizar uma partida desempate em 9 de outubro, no Mineirão. Com um gol marcado por Carlinhos Sabiá, logo aos 10 minutos, o Cruzeiro levantou o título da Taça.

Naquele ano o time contou com a volta dos ídolos Palhinha e Joãozinho. O plantel campeão de 1983 teve a seguinte formação: Vitor, Alves, Zezinho Figueroa, Aílton e Luiz Cosme; Douglas, Palhinha e Eduardo; Carlinhos, Paulinho Batistote e Joãozinho. O treinador foi Orlando Fantoni.

A conquista definitiva da Taça Minas Gerais veio em 1984, quando o time estrelado levantou o troféu pela terceira vez consecutiva. Neste ano, a Taça foi colocada em disputa no primeiro turno do Campeonato Mineiro, que foi disputado por 14 equipes. Os quatro primeiros colocados se classificavam para uma fase semifinal em mata-mata e os vencedores disputaram o título da fase.

Apesar da campanha irregular, o time estrelado terminou o turno como líder, enquanto o rival Atlético sequer se classificou encerrando a fase na sexta colocação. Após eliminar o Villa Nova na semifinal, o Cruzeiro derrotou o América duas vezes na decisão e confirmou o tricampeonato consecutivo da Taça Minas Gerais e a sua posse definitiva.

O time base campeão de 1984 teve a seguinte formação: Vitor, Carlos Alberto, Eugênio, Aílton e Ademar; Douglas, Tostão (Palhinha) e Eduardo; Carlinhos, Carlos Alberto Seixas e Joãozinho. Os treinadores foram Oswaldo Brandão e João Francisco.

TAÇA MINAS GERAIS DE 1982
PRIMEIRA FASE DO CAMPEONATO MINEIRO

Turno
10/07 - 2 x 2 Democrata-SL
[Abel, Tostão (Cru); Dinei, Larri (Dem)]
15/07 - 2 x 1 Democrata-GV
[Eudes, Tostão (Cru); Jairo (Dem)]
18/07 - 0 x 0 Uberlândia
21/07 - 0 x 0 Guarani
24/07 - 1 x 0 Uberaba
[Gilvan-contra (Cru)]
28/07 - 2 x 1 Tupi
[Ronaldo (Tup); Édson, Tostão (Cru)]
01/08 - 2 x 0 Caldense
[Luiz Carlos Oliveira, Tostão (Cru)]
02/09 - 1 x 0 Valerio
[Celso Roberto (Cru)]
05/09 - 0 x 0 Atletico
07/09 - 0 x 0 Villa Nova
09/09 - 2 x 1 America
[Celso Roberto, Eudes (Cru); Luiz Carlos Gaúcho (Ame)]

Returno
12/09 - 1 x 1 Valerio
[Luiz Carlos (Val); Eudes (Cru)]
16/09 - 4 x 0 Tupi
[Tostão/2, Zezinho Figueroa, Simão-contra (Cru)]
19/09 - 1 x 0 Villa Nova
[Mauro (Cru)]
22/09 - 1 x 1 Democrata-SL
[Rogério (Dem); Mauro (Cru)]
26/09 - 3 x 0 Caldense
[Eduardo, Eudes, Tostão (Cru)]
30/09 - 2 x 2 Uberlandia
[Tostão/2 (Cru); Paulo Borges, Péricles (Ubl)]
03/10 - 2 x 0 Guarani
[Mauro, Tostão (Cru)]
07/10 - 1 x 1 Uberaba
[Celso Sá (Ubr); Sávio (Cru)]
10/10 - 2 x 1 America
[Sávio, Tostão (Cru); Paulinho (Ame)]
12/10 - 1 x 1 Democrata-GV (jogo do título)
[Giba (Dem); Sávio (Cru)]
17/10 - 1 x 2 Atletico
[Bira, Toninho Cerezo (Atl); Sávio (Cru)]

Quem marcou gols: Tostão (11), Eudes e Sávio (4), Mauro (3), Celso Roberto (2), Édson, Eduardo, Luiz Carlos Oliveira e Zezinho Figueroa (1)

Quem jogou: Luiz Antônio (19), Gomes (4), Bocaiúva (1); Celso Roberto (17), Chiquito (9) e Luiz Cosme (22); Zezinho Figueroa (18), Abel (1), Ozires (22), Eugênio (1); Geraldo (11), Eudes (16), Douglas (14), Eduardo (12), Tostão (20); Carlinhos (8), Ivan (5), Édson (9), Paulinho (5), Rubens (1), Fernando Macaé (1), Ricardo (4), Sávio (4), Mauro (20), Luiz Carlos Oliveira (7), Edu Lima (10), Jesum (16)

Classificação: 1-Cruzeiro (32), 2-Atletico (31), 3-Uberlandia (31), 4-Villa Nova (24), 5-Democrata-GV (22), 6-America (21), 7-Uberaba (21), 8-Guarani (19), 9-Democrata-SL (19), 10-Caldense (17), 11-Tupi (16), 12-Valerio (11)

Quadro de artilheiros:
1-Tostão (Cruzeiro) e Reinaldo (Atletico) / 11
3-Binga (Uberaba)/ 9
4-Simões (Uberaba)/ 8
5-Formiga (Tupi) e Paulo Borges (Uberlândia)/ 7
7-Jairo (Democrata-GV), Péricles (Uberlândia)/ 6
9-Paulinho (America), Bira (Atletico) e Zé Carlos (Valerio)/ 5

TAÇA MINAS GERAIS DE 1983
SEGUNDO TURNO DO CAMPEONATO MINEIRO
14/08 - 2 x 0 Villa Nova
[Edmar 2 (Cru)]
21/08 - 4 x 1 Democrata-GV
[Joãozinho 2, Edmar, Tostão (Cru); Gaúcho (Dem)]
28/08 - 2 x 0 Democrata-SL
[Carlinhos, Eduardo (Cru)]
31/08 - 1 x 1 Nacional
[Givaldo (Nac); Mauro (Cru)]
04/09 - 3 x 1 Uberaba
[Nei (Ubr); Eduardo, Joãozinho, Paulinho Batistote (Cru)]
07/09 - 0 x 0 Uberlândia
11/09 - 3 x 0 Valerio
[Ailton, Alves, Joãozinho (Cru)]
18/09 - 1 x 1 America
[Almir (Ame); Ailton (Cru)]
22/09 - 3 x 0 Caldense
[Carlinhos, Douglas, Tostão (Cru)]
25/09 - 1 x 0 Guarani
[Palhinha (Cru)]
02/10 - 2 x 2 Atletico
[Carlinhos, Palhinha (Cru); Heleno, Paulinho (Atl)]

DECISÃO
09/10 - 1 x 0 Atletico
[Carlinhos (Cru)]

Quem marcou gols: Carlinhos e Joãozinho (4), Edmar (3), Ailton, Eduardo, Palhinha e Tostão (2), Alves, Douglas, Paulinho Batistote (1)

Quem jogou: Vítor (10) e Gomes (2); Zezinho Figueroa (12), Eugênio (4) e Ailton (12); Alves (9), Celso Roberto (2), Carlos Alberto (1), Ademar (2) e Luiz cosme (10); Douglas (12), Palhinha (11), Orlando (5), Mauro (5), Tostão (5) e  Eduardo (10); Paulinho Batistote (12), Carlinhos (11), Edmar (2), Ivan (1), Geraldinho (2), Edu Lima (3) e Joãozinho (10).

Classificação: 1-Cruzeiro (18), 2-Atletico (18), 3-America (14), 4-Valerio (12), 5-Uberlândia (12), 6-Villa Nova (12), 7-Uberaba (10), 8-Democrata-GV (8), 9- Nacional (8), 10-Democrata-SL (8), 11-Guarani (7), 12-Caldense (5)

Quadro de artilheiros:
1-Formiga, Paulinho (Atletico)/ 5
3-Carlinhos, Joãozinho (Cruzeiro) e Naldo (Valerio)/ 4
6-Adilson, Almir (America), Edmar (Cruzeiro), Jairo (Democrata-GV), Gilson (Guarani), Paulo Luciano (Uberlandia), Nei (Uberaba), Osmar (Villa Nova)/ 3

TAÇA MINAS GERAIS DE 1984
PRIMEIRO TURNO DO CAMPEONATO MINEIRO
03/06 - 4 x 2 Guarani
[Seixas/2, Palhinha, Tostão (Cru); Alisson, Carlinhos (Gua)]
09/06 - 1 x 0 America
[Tostão (Cru)]
24/06 - 0 x 3 Uberlândia
[Geraldo Touro, Sérgio Ramos, Vivinho (Ubl)]
01/07 - 2 x 1 Uberaba
[Eduardo, Tostão (Cru); Netinho (Ubr)]
08/07 - 0 x 3 Democrata-GV
[Jairo, Paulo Roberto, Rubinho (Dem)]
15/07 - 3 x 0 Caldense
[Eduardo, Joãozinho, Seixas (Cru)]
22/07 - 2 x 0 Villa Nova
[Quirino, Tostão (Cru)]
29/07 - 1 x 0 Atletico
[Luizinho-contra (Cru)]
05/08 - 1 x 0 Valerio
[Seixas (Cru)]
12/08 - 1 x 1 Democrata-SL
[Rogério (Dem); Seixas (Cru)]
02/09 - 3 x 0 Tupi
[Joãozinho 2, Seixas (Cru)]
09/09 - 1 x 0 Nacional
[Carlinhos (Cru)]

SEMIFINAL
12/09 - 1 x 1 Villa Nova
[Erivelto (Vil); Carlinhos (Cru)]
16/09 - 3 x 2 Villa Nova
[Ademar, Eduardo, Tostão (Cru); Elísio, Osmar (Vil)]

FINAL
19/09 - 2 x 1 America
[Almir (Ame); Carlinhos, Seixas (Cru)]
23/09 - 2 x 1 America
[Seixas 2 (Cru); Adilson (Ame)]

Quem marcou gols: Seixas (9), Tostão (5), Carlinhos e Eduardo (3), Ademar, Joãozinho, Palhinha e Quirino (1)

Quem jogou: Vitor (13) e Ademir (4); Carlos Alberto (12), Luiz Cosme (11), Ismar (1) e Ademar (17); Eugenio (10), Evandro (4), Geraldão (5), Ailton (16); Douglas (16), Orlando (2), Palhinha (13), Arildo (9), Tostão (16) e Eduardo (17); Carlinhos (12), Maninho (1), Quirino (2), Seixas (16), Edu Lima (1), Geraldinho (3) e Joãozinho (12).

Quadro de artilheiros:
1-Seixas (Cruzeiro)/ 9
2-Almir (America)/ 8
3-Sérgio Ramos (Uberlandia)/ 7
4-Carlinhos (Guarani)/ 6
5-Jairo (Alfenense), Roberto Biônico (Atletico), Tostão (Cruzeiro), Rogerio (Democrata-SL)/ 5
6-Adilson (America), Nelinho (Atletico), Paulo César (Guarani), Vivinho (Uberlandia), Elísio (Villa Nova)/4

Classificação:
1-Cruzeiro (27), 2-America (19), 3-Guarani (18), 4-Villa Nova (17), 5-Uberlândia (15), 6-Atletico (14), 7-Democrata-SL (14), 8-Tupi (13), 9-Uberaba (12), 10-Democrata-GV (11), 11-Alfenense (10), 12-Nacional (10), 13-Caldense (9), 14-Valerio (5)

http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro
Postar um comentário