quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Wallyson


Por Henrique Ribeiro

O atacante Wallyson foi um dos jogadores de trajetória rápida, porém marcante com a camisa do Cruzeiro. Chegou ao Cruzeiro no returno do Campeonato Brasileiro de 2010, após ter o seu passe adquirido por um grupo de empresários. Wallyson era visto como uma promessa no futebol brasileiro, após se destacar no ABC de Natal, onde saiu como ídolo ainda garoto, e na Copa BH de Juniores, quando atuou pelo time sub-20 do Atlético Paranaense.

Em sua primeira temporada com a camisa estrelada foi lançado nos minutos finais das partidas pelo Campeonato Brasileiro, durante a campanha do vice-campeonato de 2010. Marcou o gol da vitória sobre o Palmeiras na última rodada, que poderia ter dado o título ao time estrelado, caso o Fluminense não tivesse vencido o Goiás. Assim demonstrou que estava predestinado aos gols importantes.

Wallyson é um atacante habilidoso que costuma jogar pelos lados do campo. Se destaca pela velocidade e pelo arremate preciso a gol. Ganhou a condição de titular na temporada de 2011 e sagrou-se o artilheiro da Libertadores com 7 gols. Na única decisão do Campeonato Mineiro contra o rival o Atlético disputada no interior, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, Wallyson marcou o gol do título, na vitória por 2 a 0, e entrou para a história do clube e do futebol mineiro.

Sua passagem pelo Cruzeiro foi abreviada, devido a uma grave contusão que sofreu numa partida contra  o Internacional, no Beira-Rio, pela 15a rodada do Campeonato Brasileiro. Num lance isolado fraturou o tornozelo esquerdo, que o deixou sete meses afastado dos gramados. Apesar de jovem não teve uma recuperação rápida como se esperava e voltou a sofrer novas contusões em 2012. No final da temporada a direção cruzeirense não renovou seu contrato e o jogador foi liberado.

Wallyson Ricardo Maciel Monteiro, nasceu em Macaíba-RN, em 17 de outubro de 1988. Ao todo disputou 88 partidas com a camisa cruzeirense e marcou 27 gols. Sagrou-se campeão mineiro de 2011.

http://www.facebook.com/almanaquedocruzeiro

Postar um comentário