quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Campeonato da Cidade 1938

Carlos Henrique

CAMPEONATO DA CIDADE 1938

Campanha do Cruzeiro
Turno
08/05 - Cruzeiro 1 x 2 Siderúrgica
15/05 - Cruzeiro 1 x 2 América (Alameda)
29/05 - Cruzeiro 2 x 2 Villa Nova (Bonfim)
05/06 - Cruzeiro 0 x 1 Cam
12/06 - Cruzeiro 2 x 1 Sete (Lourdes)
Returno
10/07 - Cruzeiro 2 x 0 América
24/07 - Cruzeiro 1 x 4 Cam (Lourdes)
07/08 - Cruzeiro 2 x 1 Siderúrgica (Praia do Ó)
28/08 - Cruzeiro 2 x 2 Sete
07/09- Cruzeiro 1 x 2 Villa Nova
Turno Neutro
18/09 - Cruzeiro 0 x 1 Cam (Alameda)
09/10 - Cruzeiro 2 x 1 Sete (Alameda)
16/10 - Cruzeiro 3 x 0 América (Lourdes)
06/11 - Cruzeiro 0 x 3 Siderúrgica (Lourdes)
20/11 - Cruzeiro 0 x 0 Villa Nova (Alameda)

Classificação: 1º Cam (campeão); 2º Siderúrgica; 3º Villa Nova; 4º Cruzeiro; 5º America; 6º Sete
Artilheiro Máximo: Guará (Cam) com 18 gols
Campeão do Campeonato de Aspirantes: Siderúrgica
Campeão do Torneio Início: Cruzeiro

Sistema 2-3-5
Geraldo II, Caieira (Canário) e Mantovani; Souza, Juca e Chiquito; Carlos Alberto, Zezé, Geninho, Bengala e Alcides (Calixto). Técnicos: Matturio Fabbi (Mario Grosso) (Bengala)

Quem jogou
Geninho, Juca, Souza e Zezé 15
Caieira, Calixto e Chiquito 13
Alcides e Mantovani 12
Geraldo II 10
Bengala, Canário e Geraldo 9
Carlos Alberto 8
Zama 5
Ninão 4
Caieirinha e Ceci 3
Argentino, Bibi e Lodô 2
Nonô 1

Quem marcou gols
Geninho 7
Alcides, Bengala e Calixto 3
Ninão 2
Carlos Alberto 1

Fórmula de disputa:
Três turnos, sendo turno, returno e um turno neutro com todos os jogos disputados em Belo Horizonte em estádios neutros. Classificação definida no sistema de pontos corridos, sem acesso e rebaixamento, pois não havia Série B.

Critérios de participação:
Clubes profissionais filiados a LFBH e inscritos no Campeonato. O Sete disputou o Campeonato como agregado

Retiro sai e entra o Sete
Em 19 de abril, o Retiro deixou o profissionalismo alegando que as arrecadações dos jogos eram insuficientes para manter-se no regime. Apontou a divisão das rendas dos jogos do Campeonato definida pelos clubes da capital e os impostos cobrados nas rendas, como os principais motivos pelo fim da era profissional no clube, que se desligou da LFBH. O Sete foi indicado para ocupar a vaga do Retiro no Campeonato. O Sete foi integrado à divisão de profissionais, mesmo como amador, “na condição de agregado”, ou seja, sem direito a voto nas assembleias.

Tribunal
Superior Tribunal de Sports é instalado na FAMAF, em 11 de agosto de 1938.

Renda oneradas
O prefeito José Oswaldo Araújo diminuiu em 200 réis (moeda da época) o imposto cobrado pelos ingressos dos jogos de futebol a pedido do presidente da FAMAF, Alysson Abreu. Os impostos oneravam as rendas dos jogos do Campeonato, que eram muito baixas. Só os municipais absorviam 10% das arrecadações, com a cobrança de 200 réis por entrada, mais a taxa de licença de 58 réis. O Selo Penitenciário (pra ajudar presídios) equivalia a 2% da renda e para a Cidade Ozanan (leprosos) eram destinados 100 réis por ingresso.
Postar um comentário