sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Campeonato da Cidade 1941

Carlos Henrique

CAMPEONATO DA CIDADE 1941

Campanha do Cruzeiro
Turno
11/05 - Cruzeiro 1 x 1 Villa Nova (Bonfim)
18/05 - Cruzeiro 9 x 3 Aeroporto
07/06 - Cruzeiro 0 x 3 Siderúrgica
22/06 - Cruzeiro 2 x 0 Sete (Lourdes)
06/07 - Cruzeiro 4 x 1 América
27/07 - Cruzeiro 1 x 2 Cam (Lourdes)
Returno
10/08 - Cruzeiro 4 x 0 Villa Nova
14/09 - Cruzeiro 7 x 0 Sete
21/09 - Cruzeiro 3 x 1 Aeroporto (Lourdes)
28/09 - Cruzeiro 4 x 3 America (Alameda)
12/10 - Cruzeiro 3 x 2 Siderúrgica (Praia do Ó)
19/10 - Cruzeiro 1 x 0 Cam
Turno Neutro
18/01/1942 - Cruzeiro 2 x 2 Siderúrgica (Lourdes)
01/02/1942 - Cruzeiro 0 x 1 Cam (Alameda)
08/02/1942 - Cruzeiro 1 x 4 America (Lourdes)

Classificação: 1º Cam (campeão); 2º Siderúrgica; 3º Cruzeiro; 4º America; 5º Villa Nova; 6º Sete; 7º Aeroporto
Artilheiro Máximo: Ceci (Siderúrgica) com 17 gols
Campeão do Campeonato de Aspirantes: Siderúrgica
Campeão do Torneio Início: Cruzeiro

Fórmula de disputa:
Três turnos, sendo turno, returno e um turno neutro com todos os jogos disputados em Belo Horizonte em estádios neutros. Classificação definida no sistema de pontos corridos, sem acesso e rebaixamento, pois não havia Série B.

Critérios de participação:
Clubes profissionais filiados a FMF e inscritos no Campeonato. O Sete disputou o Campeonato como agregado

Sistema 2-3-5
Geraldo II (Geraldo), Bituca e Bibi; Souza, Juca e Caieirinha; Nogueirinha, Nelson, Niginho, Carazo e Alcides. Técnico: Bengala

Quem jogou
Alcides, Bibi, Caieirinha, Carazo e Juca 12
Bituca e Souza 10
Niginho 9
Nogueirinha 8
Geraldo II e Nelson 7
Geraldo e Rizzo II 5
Azevedo e Cury 3
Zezé 2
Caieira, Nonô e Pimpão 1

Quem marcou gols
Alcides 14
Niginho 11
Nelson 4
Nogueirinha e Rizzo II 3
Carazo 2
Cury e Souza 1

Campeonato Paralisado
Em novembro, o campeonato foi paralisado para os preparativos da Seleção Mineira para a disputa do Campeonato Brasileiro de Seleções

Campeonato abreviado
Pelo terceiro ano consecutivo, o Campeonato foi abreviado, após uma assembleia em 10 de dezembro de 1941. O 3o turno passou a ser disputado apenas pelos quatro melhores colocados na tabela e, com isso, o Villa Nova, o Sete e o Aeroporto foram eliminados. Ficou acordado que o Sete e o Aeroporto fariam uma melhor de três (amistosos) nas preliminares das rodadas do 3º turno, enquanto o Villa Nova seria recompensado com amistosos contra os grandes da capital em Nova Lima.

Regulamentação federal dos esportes
Em 8 de março de 1941 foi implementada a regulamentação do futebol em todo o país. Uma das medidas foi a separação entre amadores e profissionais. Outra novidade foi a extinção dos impostos cobrados pelo município, em 1º de agosto. A regulamentação federal também solicitava auxilio do poder público aos esportes.

Criada a Federação Mineira de Futebol-FMF
A FAMAF passou a se chamar Federação Mineira de Futebol, em 9 de maio de 1941 (Diário da Tarde, 10/05/1941). A mudança fazia parte do processo de nacionalização das expressões esportivas promovida pelo Ministério da Educação (Diário da Tarde, 25/09/1941). Os novos estatutos da FMF foram publicados no Diario da Tarde, de 18/10/1941.

Mudanças no tempo regulamentar e na arbitragem
O decreto 3.199 determinou que fossem cumpridas as leis que regem o futebol profissional (normas da FIFA). Assim, tempo regulamentar dos jogos passou de 80 para 90 minutos. Passou a valer no futebol mineiro a partir de maio de 1941. Os árbitros passaram a ter apenas dois auxiliares. Os dois assistentes de linha de fundo foram extintos. As substituições foram proibidas, o que causou prejuízo ao espetáculo. Em muitos jogos, os atletas machucados deixavam o campo e a equipe ficava inferiorizada numericamente. No caso dos goleiros, quando eram expulsos, eram substituídos por jogadores de outro setor do time (Diario da Tarde, 7/8/1941)

Isenção de impostos
Os impostos corroíam 15% da renda bruta dos jogos. O artigo 40, do decreto da regulamentação e oficialização dos esportes, do CND, isentou as exibições esportivas da cobrança de impostos. A obrigatoriedade da lei foi publicada no Diário Oficial, em 16 de abril de 1941 (Estado de Minas, 10/07/1941). Em 1º de agosto, foi aprovada a portaria municipal de isenção de cobrança de impostos nos espetáculos esportivos.
Postar um comentário