sábado, 30 de janeiro de 2016

Campeonato da Cidade 1943

Carlos Henrique

CAMPEONATO DA CIDADE 1943

Campanha do Cruzeiro
Turno
02/05 - Cruzeiro 2 x 1 Villa Nova (Bonfim)
30/05 - Cruzeiro 1 x 3 Atlético (Lourdes)
06/06 - Cruzeiro 4 x 0 Sete
13/06 - Cruzeiro 2 x 1 América (Alameda)
04/07 - Cruzeiro 2 x 2 Siderúrgica
Returno
08/08 - Cruzeiro 2 x 1 Sete (Santa Tereza)
22/08 - Cruzeiro 3 x 2 Villa Nova
12/09 - Cruzeiro 2 x 0 América
03/10 - Cruzeiro 1 x 0 Atlético
19/12 - Cruzeiro 5 x 1 Siderúrgica (Praia do Ó)

Classificação: 1º Cruzeiro; 2º atletico; 3º America; 4º Siderúrgica; 5º Villa Nova; 6º Sete
Artilheiro Máximo: Alcides (Cruzeiro) com 9 gols
Campeão do Campeonato de Aspirantes: Siderúrgica
Campeão do Torneio Início: Cruzeiro
Campeão Amador (DFA): Tremedal

Fórmula de disputa:
Turno e Returno. Classificação definida no sistema de pontos corridos, sem acesso e rebaixamento, pois não havia Série B.

Critérios de participação:
Clubes profissionais filiados a FMF e inscritos no Campeonato. O Sete disputou o Campeonato como agregado

Sistema 2-3-5
Geraldo II, Gerson e Azevedo; Adelino, Juca e Bituca (Caieirinha); Nogueirinha, Gabriche, Niginho (Rizzo II), Ismael e Alcides. Técnicos: Ninão

Quem jogou
Alcides, Geraldo II, Gerson e Ismael 10
Bituca e Juca 9
Adelino, Azevedo 8
Rizzo II 7
Gabriche e Niginho 6
Caieirinha e Nogueirinha 5
Selado e Zezé 3
Bibi 1

Quem marcou gols
Alcides 9
Ismael 6
Niginho 4
Gabriche 2
Nogueirinha, Rizzo II, Selado 1

Classificação por rendas: 1º Cruzeiro ($52.221,70); 2º Atlético ($33.983,50); 3º América ($31.726,80); 4º Sete ($ 18.800,40); 5º Villa Nova ($ 8.886,00); 6º Siderúrgica ($ 7.897,00)
Jogo de Maior Renda: Cruzeiro 1 x 0 Atlético (Cr$ 27.539,70)
Jogo de Menor Renda: Villa Nova 2 x 1 Sete (Cr$ 720,00)

Paralisação do Campeonato
Devido a disputa do Campeonato Brasileiro de Seleções, o Campeonato ficou paralisado entre 3 de outubro de 19 de dezembro.

Campeonato Juvenil
Foi instituído o Campeonato Juvenil dos Grandes Clubes, em 9 de outubro. Foi disputado por Cruzeiro, Atletico, America e Villa Nova. O Cruzeiro sagrou-se campeão.

Juiz de Fora no profissionalismo
Após 8 anos no amadorismo, Juiz de Fora readotou o profissionalismo em 15/10/1943.

Campeão na Praia
O Cruzeiro sagrou-se campeão, logo em seu primeiro ano pós Palestra Itália. Foi a primeira vez que o clube conquistou um título num jogo decisivo no interior. A conquista veio na última rodada com uma goleada sobre o Siderúrgica, no estádio da Praia do Ó, em Sabará.
Postar um comentário