sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Campeonato da Cidade 1955

Carlos Henrique

CAMPEONATO DA CIDADE 1955

Campanha do Cruzeiro
1º Turno
03/07 - Cruzeiro 1 x 0 Metalusina (Alencar Peixoto)
10/07 - Cruzeiro 2 x 5 Villa Nova (Bonfim)
16/07 - Cruzeiro 2 x 2 Democrata-SL
24/07 - Cruzeiro 0 x 2 América (Alameda)
07/08 - Cruzeiro 1 x 2 Atlético (Independência)
21/08 - Cruzeiro 1 x 3 Siderúrgica
28/08 - Cruzeiro 1 x 3 Sete (Independência)
03/09 - Cruzeiro 5 x 1 Asas (Alameda)
Classificação: 1º Villa Nova; 2º atletico; 3º Democrata; 4º America e Siderúrgica; 6º Asas e Sete; 8º Cruzeiro; 9º Metalusina
2º turno
09/10 - Cruzeiro 3 x 3 Siderúrgica (Praia do Ó)
16/10 - Cruzeiro 2 x 3 Democrata-SL (Duarte de Paiva)
22/10 - Cruzeiro 2 x 2 Asas
30/10 - Cruzeiro 0 x 0 América (Independência)
06/11 - Cruzeiro 3 x 1 Sete
15/11 - Cruzeiro 2 x 0 Villa Nova
27/11 - Cruzeiro 2 x 2 Atlético (Independência)
09/12 - Cruzeiro 4 x 4 Metalusina
Classificação: 1º Democrata; 2º atletico; 3º America e Siderúrgica; 5º Cruzeiro; 6º Asas e Metalusina; 8º Villa Nova; 9º Sete

*classificados para o 3º turno (neutro): 1º Democrata; 2º atletico; 3º America, Siderúrgica e Villa Nova; Eliminados: 6º Cruzeiro; 7º Asas; 8º Metalusina; 9º Sete

Classificação Final do Campeonato: 1º Cam (Campeão); 2º Democrata; 3º Villa Nova; 4º America; 5º Siderúrgica; 6º Cruzeiro; 7º Asas; 8º Metalusina; 9º Sete
Artilheiro Máximo: Biguá (Democrata) com 16 gols
Campeão do Campeonato de Aspirantes: America
Campeão do Torneio Início: America
Campeão do Campeonato Amador (DFA): Comercial

Fórmula de disputa:
Três turnos distintos, sendo o último disputado pelos 5 melhores classificados na soma geral de pontos dos dois primeiros turnos. O 3º turno foi disputado na capital e em estádios neutros. Os vencedores de cada turno se classificaram para a fase final. Os finalistas se enfrentaram em turno e returno e o que somou o maior número de pontos nesta fase foi o campeão. Se um mesmo time vencesse todos os três turnos seria o campeão direto.

Critérios de participação
Clubes profissionais filiados a FMF e inscritos no Campeonato. O Sete disputou o Campeonato como agregado.

Sistema 2-3-5
Chico, Licinho e Avelino (Louro); Marambaia (Adelino), Lazzarotti e Paulo Florêncio; Raimundinho, Nilo, Aureo, Guerino e Sabu. Técnicos: Geraldo II (1), Filpo Nuñes (9), Niginho (4) e Bengala (2)

Quem jogou
Marambaia 16
Sabu 14
Raimundinho 13
Guerino 12
Chico e Paulo Florencio 11
Avelino, Lazzarotti e Licinho 10
Aureo e Louro 9
Adelino e Nilo 8
Pelau 7
Bené 6
Becão e Carioca 5
Ipojucan 4
Gasolina e Mussula 2
Catalano, Dirceu, Genuíno, Tião e Tiãozinho 1

Quem marcou mais gols
Guerino 8
Sabu 5
Nilo e Pelau 4
Aureo, Lazzarotti e Raimundinho 2
Avelino, Becão, Marambaia e Nino 1

Campeonato Brasileiro
O Congresso Brasileiro de Futebol é realizado em Belo Horizonte, entre 1 e 3 de setembro. Foi dirigido pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol-CBD, Silvio Pacheco, e contou com representantes de 14 federações estaduais. O objetivo do Congresso foi programar a realização de um campeonato nacional com a finalidade de se conhecer o clube campeão brasileiro. Ficou firmado que o Campeonato seria disputado anualmente. A primeira edição seria disputada somente a partir de 1959, porque o calendário trienal do futebol brasileiro (1956-1957-1958), já estava aprovado por causa da Copa do Mundo. (Estado de Minas, 05/09/1959). A diretoria da CBD aprovou o Campeonato Brasileiro de Clubes, em disputa da Taça Brasil (Diario da Tarde, de 30/12/1955).
Postar um comentário