quinta-feira, 23 de junho de 2016

As conquistas cruzeirenses no mês de junho

Carlos Henrique

O mês de junho guarda na memória cruzeirense a lembrança de três títulos da Copa do Brasil. Confira:

COPA BELO HORIZONTE 1960
12/06/1960 - Cruzeiro 1 x 1 Atlético (Independência/4ª rodada)
Gols: Luiz Carlos 11’ (0-1), Emerson 49’ (1-1)
Esta foi a segunda edição da Copa BH e o Cruzeiro levantou o troféu, na última rodada, com um empate contra o Atletico. O time estrelado terminou o torneio disputado em turno único com 7 pontos na tabela - dois a mais que atletico e o america. A Copa também contou com as participações de Renascença e Sete de Setembro.

CAMPEONATO MINEIRO 1969
25/06/1969 - Cruzeiro 1 x 0 Uberaba (Mineirão/returno)
Gol: Evaldo 59’
Foi o pentacampeonato mineiro do Cruzeiro - a maior sequência de títulos estaduais do clube. Com 51 pontos na tabela, o time estrelado abriu vantagem de cinco sobre o vice-líder Atlético, que só tinha dois jogos a cumprir pelo estadual.

CAMPEONATO MINEIRO 1990
03/06/1990 - Cruzeiro 1 x 0 Atlético (Mineirão/Jogo único da decisão)
Gol: Careca 55’
O título mineiro de 1990 marcou o início de uma série de conquistas do Cruzeiro. A partir dele, o clube estrelado passou a conquistar pelo menos um título por ano até 2005. Nos anos 1990 tornou-se o clube brasileiro com o maior número de conquistas - 16 ao todo – sendo o campeão da década. A decisão foi disputada em jogo único entre o Cruzeiro e Atlético que foram os vencedores do primeiro e do segundo turnos.

COPA DO BRASIL 1993
03/06/1993 - Cruzeiro 2 x 1 Grêmio (Mineirão/2º jogo da decisão)
Gols: Roberto Gaúcho 11’ (1-0), Pingo 25’ (1-1), Cleison 46’ (2-1)
Foi o primeiro título da Copa do Brasil conquistado pelo Cruzeiro. Antes de enfrentar o Grêmio na final, o time estrelado havia passado pela Desportiva-ES, Nautico, São Paulo e Vasco. O primeiro jogo contra o Grêmio, em Porto Alegre, terminou empatado sem gols. Com a conquista o Cruzeiro retornou a Taça Libertadores, após 17 anos. Foi a 5ª edição da Copa do Brasil e o Cruzeiro se qualificou para a disputa por ter sido o campeão mineiro de 1992.

COPA DO BRASIL 1996
19/06/1996 - Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras (Palestra Itália/2º jogo da Decisão)
Gols: Luizão 5’ (0-1). Roberto Gaúcho 25’ (1-1), Marcelo Ramos 81’ (2-1)
Foi o segundo título da Copa do Brasil conquistado pelo Cruzeiro. Antes de enfrentar o Palmeiras na final, o time estrelado havia passado pelo Juventus-AC, Vasco, Corinthians e Flamengo. O primeiro jogo decisivo, no Mineirão, terminou empatado em 1 a 1. Foi a 8ª edição da Copa do Brasil. O Cruzeiro não se qualificou pelo estadual, pois terminou o Campeonato Mineiro na 3ª posição em 1995. Entrou na disputa pelas 8 novas vagas criadas pela CBF apontadas pelo critério de maiores rendas no Campeonato Brasileiro de 1995.

CAMPEONATO MINEIRO 1997
22/06/1997 - Cruzeiro 1 x 0 Villa Nova (Mineirão/2º jogo da Decisão)
Gol: Marcelo Ramos 10’
Foi o primeiro título estadual do Cruzeiro conquistado numa decisão contra uma equipe do interior. O Villa havia vencido o primeiro jogo, em Nova Lima, por 2 a 1. Por ter a melhor campanha, o Cruzeiro precisou de uma vitória simples no 2º jogo para conquistar o título. Naquela tarde, o Mineirão recebeu o maior público da história do futebol mineiro: 132.834 torcedores.

CAMPEONATO MINEIRO 1998
11/06/1998 - Cruzeiro 0 x 0 Atlético (Mineirão/2º jogo da decisão)
Foi o último tricampeonato estadual do Cruzeiro. No primeiro jogo da decisão, o Cruzeiro venceu por 3 a 2, com gols marcados pelo jovem atacante Fábio Júnior, aos 18, 23 e 30 minutos de jogo. O galo diminuiu com Edgar aos 38 e Lincoln aos 71. O empate sem gols no segundo jogo garantiu o título.

COPA DO BRASIL 2003
11/06/2003 - Cruzeiro 3 x 1 Flamengo (Mineirão/2º jogo da decisão)
Gols: Deivid 1’ (1-0), Aristizábal 15' (2-0), Luizão 28’ (3-0), Fernando Baiano 63’ (3-1)
Foi a quarta e última conquista da Copa do Brasil e que tornou o Cruzeiro, junto com o Grêmio, um dos maiores vencedores do troféu. Antes de enfrentar o Flamengo na final, o time estrelado havia passado por Rio Branco-ES, Corinthians-RN, Vila Nova-GO, Vasco e Goiás. O primeiro jogo da decisão, no Maracanã, terminou empatado em 1 a 1, com um gol antológico de letra, do meiocampista Alex. O Cruzeiro se qualificou para a disputa como um dos 10 colocados do ranking do futebol brasileiro.
Postar um comentário