sexta-feira, 24 de junho de 2016

Campeonato Mineiro 1983

Vítor, Ailton, Ademar, Zezinho Figueroa, Carlos Alberto, Luiz Cosme, Orlando Augusto (repórter); Carlinhos, Seixas, Eduardo, Tostão e Joãozinho.

Carlos Henrique

PRIMEIRA FASE

Primeiro Turno
05/07 - Cruzeiro 4 x 0 Guarani (Mineirão)
10/07 - Cruzeiro 0 x 0 Democrata (Mamudão, Gov. Valadares)
14/07 - Cruzeiro 0 x 0 Uberlândia (Mineirão)
17/07 - Cruzeiro 0 x 0 América (Mineirão)  
20/07 - Cruzeiro 2 x 0 Nacional (Mineirão)
24/07 - Cruzeiro 0 x 0 atletico (Mineirão)    
28/07 - Cruzeiro 1 x 0 Democrata-SL (Mineirão)
31/07 - Cruzeiro 1 x 1 Villa Nova (Bonfim, Nova Lima)
03/08 - Cruzeiro 1 x 0 Uberaba (Mineirão)
07/08 - Cruzeiro 0 x 0 Valério (Israel Pinheiro, Itabira)
10/08 - Cruzeiro 0 x 1 Caldense (Ronaldão, Poços de Caldas)
Classificação do 1º turno: 1º C.a.m, 2º America, 3º Cruzeiro, 4º Uberlândia, 5º Uberaba, 6º Villa Nova, 7º Valerio, 8º Nacional, 9º Guarani, 10º Caldense, 11º Democrata SL, 12º Democrata GV

Segundo Turno
14/08 - Cruzeiro 2 x 0 Villa Nova (Mineirão)
21/08 - Cruzeiro 4 x 1 Democrata-GV (Mineirão)
28/08 - Cruzeiro 2 x 0 Democrata (Duarte de Paiva, Sete Lagoas)
31/08 - Cruzeiro 1 x 1 Nacional (Uberabão)
04/09 - Cruzeiro 3 x 1 Uberaba (Uberabão)
07/09 - Cruzeiro 0 x 0 Uberlândia (Juca Ribeiro, Uberlândia)
11/09 - Cruzeiro 3 x 0 Valério (Mineirão)
18/09 - Cruzeiro 1 x 1 América (Mineirão)  
22/09 - Cruzeiro 3 x 0 Caldense (Mineirão) 
25/09 - Cruzeiro 1 x 0 Guarani (Farião, Divinópolis)
02/10 - Cruzeiro 2 x 2 Atlético (Mineirão)
Decisão do 2º turno                                                                         
09/10 - Cruzeiro 1 x 0 atlético (Mineirão)
Classificação do 2º turno: 1º Cruzeiro, 2º C.a.m, 3º America, 4º Valerio, 5º Uberlândia, 6º Villa Nova, 7º Uberaba, 8º Democrata GV, 9º Nacional, 10º Democrata SL, 11º Guarani, 12º Caldense

Decisão da Primeira Fase
12/10 - Cruzeiro 0 x 2 atlético (Mineirão)    
16/10 - Cruzeiro 0 x 4 atlético (Mineirão)

Fase final
22/10 - Cruzeiro 4 x 1 Uberaba (Mineirão)
26/10 - Cruzeiro 4 x 1 Valério (Mineirão)
30/10 - Cruzeiro 0 x 0 América (Mineirão)
03/11 - Cruzeiro 1 x 0 Nacional (Uberabão)
06/11 - Cruzeiro 2 x 2 Uberlândia (Parque do Sabiá, Uberlândia)
09/11 - Cruzeiro 1 x 1 Villa Nova (Mineirão)
13/11 - Cruzeiro 2 x 3 atlético (Mineirão)
20/11 - Cruzeiro 1 x 2 Nacional (Mineirão)
23/11 - Cruzeiro 2 x 0 Valério (Israel Pinheiro, Itabira)
27/11 - Cruzeiro 0 x 0 América (Mineirão)
30/11 - Cruzeiro 1 x 1 Uberaba (Uberabão)
03/12 - Cruzeiro 4 x 0 Uberlândia (Mineirão)
08/12 - Cruzeiro 3 x 0 Villa Nova (Bonfim, Nova Lima)
11/12 - Cruzeiro 4 x 1 atlético (Mineirão)
Classificação Final: 1º C.a.m (campeão), 2º Cruzeiro, 3º America, 4º Uberlândia, 5º Uberaba, 6º Villa Nova, 7º Valerio, 8º Nacional, 9º Democrata SL, 10º Guarani, 11º Democrata GV. Rebaixado: 12º Caldense
*atlético e Cruzeiro classificados para o Campeonato Brasileiro de 1984; America e Uberlândia classificados para o Módulo “Taça de Prata” do Campeonato Brasileiro de 1984
Artilheiros Máximos: Carlinhos e Tostão (Cruzeiro) e Paulinho (atletico) com 13 gols cada

Critérios de participação:
Os 11 primeiros colocados do Estadual de 1982 mais o Nacional, de Uberaba (campeão da divisão de acesso de 1983) substituiu o Tupi que foi rebaixado.

Sistema de Disputa:
Duas fases: Na primeira as 12 equipes se enfrentaram em dois turnos distintos. Os 8 melhores colocados da 1ª fase (somados os pontos dos dois turnos) classificaram para a fase final. O vencedor do 1º turno recebeu a “Taça do Governador” e o do 2º turno a “Taça Minas Gerais”. O vencedor da primeira fase recebeu um ponto extra para a fase final. Caso os turnos tivessem vencedores diferentes, o ponto extra para a fase final seria disputado numa série melhor de 4 pontos. Na Fase Final as equipes se enfrentaram em turno e returno. As equipes iniciaram esta fase com os pontos zerados, à exceção do campeão da 1ª fase que recebeu um ponto extra. O vencedor da Fase Final foi o “Campeão Mineiro”. O último colocado foi rebaixado e o penúltimo qualificado para a disputa de uma vaga para o campeonato de 1984 numa série de três partidas contra o vicecampeão da divisão de acesso de 1983.

Sistema 4-3-3:
Vitor, Alves, Zezinho Figueroa, Ailton e Luiz Cosme (Ademar); Douglas (Orlando), Palhinha (Eduardo) e Tostão; Batistote, Carlinhos e Joãozinho. Técnicos: Orlando Fantoni (33), Ilton Chaves (3) e Benecy Queiroz (3)

Quem jogou:
Vitor 37
Ailton 36
Carlinhos 35
Eduardo 34
Tostão 32
Douglas, Zezinho Figueroa 30
Alves 25
Orlando 24
Joãozinho, Luiz Cosme 22
Batistote 21
Palhinha 18
Ademar 17
Eugênio 16
Ivan 14
Carlos Alberto 13
Edmar 12
Edu Lima, Seixas 11
Sávio 9
Celso Roberto, Geraldinho 8
Paulinho 8
Paulo Borges 6
Mauro 5
Felix, Gomes 3
Rubens 2
Durval 1

Quem marcou gols:
Carlinhos e Tostão 13
Joãozinho 7
Seixas 5
Edmar 4
Palhinha 3
Aiton, Eduardo, Ivan 2
Ademar, Alves, Batistote, Douglas, Eugênio, Felix, Mauro, Orlando 1
Gols contra: Jaiminho (Valerio) 1

Cruzeiro azedou o chope do galo
O Atletico havia conquistado o título com uma rodada de antecedência. Assim, o clássico da última rodada se transformou numa festa para os atleticanos. A diretoria alvinegra encomendou caminhões com barris de chope para serem distribuídos aos torcedores no estacionamento do Mineirão, após o jogo. No entanto, a inesperada goleada cruzeirense por 4 a 1 desanimou os torcedores. A diretoria atleticana decidiu dispensar os caminhões de chope, após o clássico. Não teve festa, não teve comemoração.
Postar um comentário