quarta-feira, 29 de junho de 2016

Campeonato Mineiro 1985

Carlos Henrique

PRIMEIRO TURNO

Primeira Fase
22/06 - Cruzeiro 4 x 1 Valério (Mineirão)
29/06 - Cruzeiro 1 x 1 Tupi (Salles de Oliveira, Juiz de Fora)
07/07 - Cruzeiro 3 x 0 Quinze de Novembro (Mineirão)
11/07 - Cruzeiro 1 x 0 Villa Nova (Mineirão)           
14/07 - Cruzeiro 1 x 1 Uberlândia (Parque do Sabiá)
17/07 - Cruzeiro 1 x 0 Nacional (Uberabão)
27/07 - Cruzeiro 1 x 2 Guarani (Mineirão)
04/08 - Cruzeiro 0 x 0 Democrata-SL (Mineirão)
11/08 - Cruzeiro 0 x 0 América (Mineirão)
14/08 - Cruzeiro 0 x 0 Fabril (Juventino Dias, Lavras)
18/08 - Cruzeiro 4 x 2 Uberaba (Mineirão)
25/08 - Cruzeiro 2 x 0 Democrata (Mamudão, Gov. Valadares)
01/09 - Cruzeiro 1 x 3 Atlético (Mineirão)
Classificação: 1º Atletico, 2º America, 3º Cruzeiro, 4º Tupi, 5º Uberaba, 6º Democrata-GV, 7º Nacional-U, 8º Uberlandia, 9º Quinze, 10º Democrata-SL, 11º Fabril, 12º Valerio, 13º Guarani, 14º Villa Nova
Segunda Fase
08/09 - Cruzeiro 2 x 1 América (Mineirão)
11/09 - Cruzeiro 0 x 0 Tupi (Procópio Teixeira, Juiz de Fora)
15/09 - Cruzeiro 1 x 1 Atlético (Mineirão)
18/09 - Cruzeiro 0 x 0 América (Mineirão)
22/09 - Cruzeiro 2 x 1 Tupi (Mineirão)
25/09 - Cruzeiro 0 x 0 Atlético (Mineirão)
Classificação (1º turno): 1º Cruzeiro, 2º Atletico, 3º Tupi, 4º America
*Cruzeiro campeão da Taça Minas Gerais

SEGUNDO TURNO

Primeira Fase
29/09 - Cruzeiro 2 x 1 Valério (Israel Pinheiro, Itabira)
02/10 - Cruzeiro 1 x 0 Fabril (Mineirão)
06/10 - Cruzeiro 1 x 1 América (Mineirão)
09/10 - Cruzeiro 0 x 0 Democrata (Duarte de Paiva, Sete Lagoas)
13/10 - Cruzeiro 2 x 0 Uberlândia (Mineirão)
17/10 - Cruzeiro 3 x 1 Uberaba (Uberabão)
20/10 - Cruzeiro 1 x 0 Quinze de Novembro (Parque do Sabiá)
23/10 - Cruzeiro 4 x 1 Tupi (Mineirão)
27/10 - Cruzeiro 1 x 1 Atlético (Mineirão)
30/10 - Cruzeiro 0 x 0 Guarani (Farião, Divinópolis)
03/11 - Cruzeiro 0 x 0 Democrata-GV (Mineirão)
06/11 - Cruzeiro 3 x 1 Nacional (Mineirão)
10/11 - Cruzeiro 1 x 1 Villa Nova (Mineirão)
Classificação: 1º Cruzeiro, 2º Atletico, 3º Valerio, 4º Uberlandia, 5º Uberaba, 6º America, 7º Tupi, 8º Democrata-SL, 9º Villa Nova, 10º Guarani, 11º Democrata-GV, 12º Fabril, 13º Quinze, 14º Nacional-U
Segunda Fase
14/11 - Cruzeiro 0 x 0 Valério (Israel Pinheiro, Itabira)
17/11 - Cruzeiro 0 x 0 Atlético (Mineirão)
20/11 - Cruzeiro 1 x 1 Uberlândia (Mineirão)
24/11 - Cruzeiro 2 x 2 Uberlândia (Parque do Sabiá)
27/11 - Cruzeiro 3 x 0 Valério (Mineirão)
01/12 - Cruzeiro 1 x 3 Atlético
Classificação (2º turno): 1º Atletico, 2º Valerio, 3º Cruzeiro, 4º Uberlandia

Decisão
08/12 - Cruzeiro 0 x 0 Atlético
11/12 - Cruzeiro 2 x 2 Atlético
15/12 - Cruzeiro 0 x 1 Atlético
Classificação Final: 1º C.a.m. (campeão), 2º Cruzeiro, 3º America, 4º Tupi, 5º Valerio, 6º Uberaba, 7º Uberlandia, 8º Democrata-GV, 9º Democrata-SL, 10º Fabril, 11º Quinze, 12º Nacional-U, 13º Guarani, 14º Villa Nova
Artilheiro Máximo: Everton (Atletico) com 16 gols

Critérios de Participação
O Campeonato de 1985 foi disputado por 14 clubes. O Fabril e o XV de Novembro, campeão e vice, respectivamente, da divisão de acesso de 1984 substituíram Alfenense e Caldense que foram rebaixados.

Sistema de disputa
Dividido em dois turnos distintos. Cada turno foi dividido em duas fases. A primeira fase foi disputada pelos 14 participantes em turno único. Os quatro melhores se classificavam para a segunda fase, que se iniciava com os pontos zerados e as equipes se enfrentavam em turno e returno. A equipe com maior pontuação na segunda fase seria o vencedor do turno. O título mineiro foi disputado entre os vencedores de cada turno. A taça Minas Gerais foi colocada em disputa no primeiro turno.

Sistema 4-3-3:
Gomes, Carlos Alberto, Geraldão, Ailton (Eugênio) e Ademar (Luiz Cosme); Douglas, Eduardo (Quirino) e Tostão (Orlando); Carlinhos, Mirandinha e Edu (Robson). Técnicos: João Francisco (8), Moraes (33)

Quem jogou:
Carlos Alberto 37
Ailton 35
Carlinhos 33
Mirandinha 31
Douglas, Edu Lima, Tostão 30
Geraldão 30
Ademar, Robson 28
Eduardo 25
Quirino 20
Eugênio, Gomes, Orlando 18
Givaldo 16
Luiz Cosme 15
Ademir Maria 13
Luiz Antônio 10
Evaristo, Geraldinho 7
Gilcimar, Nenê, Seixas, Zé Luiz 6
Vilmar 2
Adil, Andrade, Éder 1

Quem marcou gols:
Mirandinha 12
Tostão 10
Edu Lima, Geraldão 5
Carlinhos 4
Quirino, Robson 3
Aiton, Eduardo, Orlando 2
Gilcimar, Luiz Cosme, Nenê 1
Gols contra: Ricardo Balbino (Tupi) 1

Decisão na prorrogação
Foi a quarta decisão de Estadual entre os rivais decidida na prorrogação. A primeira havia sido em 1962 e o alvinegro levou a melhor. O Cruzeiro venceu o jogo decisivo no tempo extra nas decisões de 1972 e 1977.

Taça Minas Gerais
Como vencedor do primeiro turno, o Cruzeiro sagrou-se campeão da Taça Minas Gerais, mas não recebeu troféu algum. A Federação Mineira prometeu confeccionar um novo troféu, já que aquele que estava em disputa desde 1973, ficou de posse definitiva do Cruzeiro por tê-lo conquistado três vezes consecutivas em 1982, 1983 e 1984.
Postar um comentário