sábado, 25 de junho de 2016

EDMUNDO


Carlos Henrique

02/04/1971 Edmundo Alves Souza Neto nasce em Niterói, RJ

16/06/1998 Como atleta da Fiorentina, Edmundo estreia no Mundial, na vitória por 3 a 0 sobre a Seleção do Marrocos, em Nantes, na França. O atacante ainda participou da final, contra a França em que a Seleção Brasileira foi derrotada por 3 a 0.

11/07/2001 Aos 30 anos, Edmundo é anunciado como um dos reforços do Cruzeiro para a disputa do Campeonato Brasileiro. O atacante havia ganhado o passe livre numa decisão da Justiça do Trabalho contra o Vasco, no dia anterior. Ele estava emprestado ao Napoli, da Itália, onde não teve uma boa passagem. O jogador assinou contrato de 6 meses e foi apresentado, no mesmo dia, como jogador do clube. Estipula-se que receberia cerca de R$ 280 mil mensais entre salários e aluguel do passe. “O São Paulo teve a oportunidade de acertar comigo, mas não me deu segurança e quis conversar somente após a Copa dos Campeões. O Cruzeiro foi mais firme. E como é um clube estruturado e possui um grande elenco, decidi aceitar”, esclareceu.

24/07/2001 Edmundo estreia com a camisa do Cruzeiro na derrota por 2 a 0 para o Independiente, em Avellaneda, na Argentina, pela Copa Mercosul. Aos 63 minutos de jogo, levou o cartão vermelho direto, numa dividida, que gerou protestos de todo o time.

05/08/2001 Marca o primeiro gol com a camisa estrelada em cobrança de pênalti na derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR, no Independência, pelo Campeonato Brasileiro.

16/08/2001 Em entrevista na Toca, o atacante se defende das acusações do cronista esportivo Chico Maia, do programa Minas Esporte, da TV Bandeirantes, de que é frequentador assíduo da boate de streap-tease Cristal, na Savassi. “Minha esposa (Adriana) viu o tal do Chico falar na TV que ando frequentando puteiro. Isso é brincadeira, pô!”, revoltou-se. De forma irônica, disse que pretende se tornar evangélico para se proteger das críticas da imprensa.“Quando o cara é crente, a imprensa perdoa e não mete o pau em nada. Se esconder atrás da Bíblia é fácil, né?”

19/08/2001 Leva o segundo cartão vermelho em sua passagem pelo Cruzeiro, na derrota por 3 a 2 para o Coritiba, no Couto Pereira, pelo Campeonato Brasileiro. Deixou o campo aos 82 minutos.

22/08/2001 No intervalo do jogo contra o Corinthians, em Ipatinga, pela Copa Mercosul, em que o time estrelado perdia por 1 a 0, os jogadores se reuniram no corredor que dá acesso ao gramado. Edmundo então falou com o grupo: “A coisa não está boa, a gente vai ficar discutindo, brigando entre a gente? Vamos nos unir pelos menos por 45 minutos, depois a gente sai na porrada, se for preciso”. Foi a sexta derrota em 9 jogos pelo Brasileirão e Mercosul.

11/09/2001 Faz três gols na goleada por 4 a 1 sobre o Independiente, no Mineirão, pela Copa Mercosul. Edmundo ainda provocou as expulsões de Paez e Pernia do time argentino. Foi sua melhor exibição com a camisa cruzeirense.

03/10/2001 Após três jogos fora da equipe, por motivo de contusão, Edmundo retorna na derrota por 3 a 0 para o Vasco, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante entrou no segundo tempo e desperdiçou um pênalti nos minutos finais. O presidente Zezé Perrella rescindiu o contrato do jogador e justificou que o atacante havia concedido uma entrevista a uma emissora de rádio, do Rio de Janeiro, na véspera, em que se dizia incomodado em marcar gol contra o Vasco, que era o seu clube de coração. Edmundo fez 15 jogos com a camisa cruzeirense e marcou 6 gols.

26/03/2012 “Foi displicência, não foi de propósito. Eu estava triste porque tinha ficado no banco pela primeira vez na minha carreira. E tudo por causa de um mal entendido. A imprensa de Minas me perguntou se eu preferia o Luxemburgo ou o Marco Aurélio. Respondi Luxemburgo. O Marco Aurélio foi contratado e me colocou no banco. O Vasco já vencia por 3 a 0 o jogo e eu bati com displicência. Quem se prejudicou fui eu - afirmou em entrevista à Rádio Tupi”.
*Série: Jogadores do Mundial que Jogaram pelo Cruzeiro
Postar um comentário