terça-feira, 19 de julho de 2016

GILBERTO

Carlos Henrique

25/04/1976 Gilberto Silva Melo nasce no Rio de Janeiro, RJ.

25/12/1997 O lateral-esquerdo de 21 anos é anunciado como um dos reforços para a temporada. Veio por empréstimo do Flamengo e assinou contrato de um ano. Gilberto, mais o lateral-direito Gustavo e o atacante Marques foram incluídos na troca pelo meiocampista Cleison. O Cruzeiro ainda recebeu R$ 1,6 milhão na negociação.

29/01/1998 Estreia na vitória (5 a 3) sobre o Uberaba, em jogo-treino, no Uberabão.

01/02/1998 Estreia oficialmente com a camisa do Cruzeiro no empate (0 a 0) contra o Guarani, pelo Campeonato Mineiro, no Mineirão.

19/05/1998 Leva o primeiro cartão vermelho, dado pelo árbitro brasiliense, Luciano Almeida, na vitória (2 a 0) sobre o Vasco, pela Copa do Brasil, no Mineirão.

11/06/1998 Conquista o primeiro título com a camisa do Cruzeiro. Após o empate (0 a 0) contra o Atlético, no segundo jogo da decisão do Estadual, Gilberto sagra-se campeão mineiro. Ele também participou da vitória (3 a 2) sobre o rival, no primeiro jogo da final, no Mineirão.

05/08/1998 Marca o primeiro gol com a camisa estrelada na vitória (4 a 2) sobre a Ponte Preta, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro.

09/12/1998 Com a vitória por 1 a 0 sobre a Portuguesa, no Canindé, o Cruzeiro se classifica para a final do Campeonato Brasileiro, após 23 anos. Gilberto foi um dos destaques do time estrelado sendo escolhido pela imprensa nacional, como o lateral esquerdo da Seleção do Campeonato.

29/12/1998 Faz o último jogo de sua primeira passagem pelo Cruzeiro na derrota (1 a 0) para o Palmeiras, no Palestra Itália, pela decisão da Copa Mercosul. Ao todo foram 74 jogos e 5 gols. Gilberto só ficou de fora de 6 jogos na temporada.

22/06/2006 Como jogador do Hertha Berlin, Gilberto estreia no Mundial na vitória (4 a 1) sobre o Japão, em Dortmund, na Alemanha. Marcou o terceiro gol do Brasil. Foi o único dos 5 jogos da campanha da Copa do Mundo de 2006 que participou.

17/07/2009 O lateral de 33 anos, é anunciado como reforço do Cruzeiro para o Campeonato Brasileiro, dois dias após a perda do título da Libertadores para o Estudiantes. "É um atleta excepcional, está inteiro, não tem nenhuma contusão em seu histórico", observou o presidente Zezé Perrella. O jogador estava no Tottenham, da Inglaterra, onde não teve boa passagem.

28/07/2009 Se apresenta oficialmente na Toca da Raposa e assina contrato de dois anos. Gilberto relembra sua primeira passagem pelo clube: “Era menino quando cheguei aqui e tínhamos jogadores consagrados como Valdo, Djair, Marcelo Djian, Gottardo. Hoje eu chego para ser o que esses jogadores foram para mim na época. Um espelho, um exemplo”.

09/08/2009 Reestreia com a camisa cruzeirense na vitória (3 a 1) sobre o Coritiba, pelo Campeonato Brasileiro, no Couto Pereira. Ele entrou na vaga de Athirson, aos 52 minutos.

30/08/2009 Marca seus primeiros gols no retorno ao clube no empate (3 a 3) contra o Vitória, no Barradão, pelo Campeonato Brasileiro. Foram os dois primeiros gols do jogo, aos 2 e aos 64 minutos. No entanto, ao contrário de sua primeira passagem, o jogador passou a atuar na armação de jogadas no meio de campo.

21/11/2009 Leva o seu primeiro cartão vermelho, desde o seu retorno ao clube, dado pelo árbitro paulista, Paulo César Oliveira, no empate (1 a 1) contra o Atlético, em Curitiba, pelo Campeonato Brasileiro.

06/12/2009 Com a vitória (2 a 1) sobre o Santos, na Vila Belmiro, o Cruzeiro termina o Campeonato Brasileiro na 4ª colocação e se classifica para a Taça Libertadores. Gilberto cumpria suspensão e não participou do jogo.

27/01/2010 É expulso pelo árbitro peruano Victor Rivera, aos 22 minutos de jogo, após agredir com um soco o atacante Yecerotte, do Real Potosí, na Bolívia, pela Taça Libertadores. Pela primeira vez o jogador recebe o cartão vermelho direto em sua passagem pelo Cruzeiro.

09/02/2010 Convocado para defender a Seleção Brasileira no amistoso contra a Irlanda, em Londres - penúltima convocação antes da Copa. Gilberto era um dos jogadores com maior número de convocações (18 ao todo) do treinador Dunga. No entanto, a última havia sido em 15 de junho de 2008. Participou de 22 jogos.

10/02/2010 É expulso pelo árbitro uruguaio Martín Vázquez, logo aos 2 minutos, após uma dividida com o volante Cubero, do Velez Sarsfield, em Buenos Aires, pela Taça Libertadores. É o segundo cartão vermelho direto que recebe na competição.

05/03/2010 “Mesmo não jogando, é importante demais ter o nome lembrado para disputar uma Copa do Mundo", afirmou Gilberto, assim que retornou de Londres para o Brasil, após o amistoso em que a Seleção Brasileira venceu (3 a 0) a Irlanda.

11/05/2010 É convocado pelo treinador Dunga, da Seleção Brasileira, para a disputa da Copa do Mundo. Embora atuando nas últimas temporadas como armador, foi relacionado como lateral esquerdo. Torna-se o 8º jogador do Cruzeiro convocado pela Seleção Brasileira para a disputa de uma Copa do Mundo e o 10º cruzeirense a disputar o Mundial.

26/05/2010 Embarca com a Seleção Brasileira para a disputa do Mundial na África do Sul.

07/06/2010 Participa da goleada (5 a 1) da Seleção Brasileira sobre a Seleção da Tanzânia, em jogo-treino, em Dar-Es-Salaam, na Tanzânia.

28/06/2010 Como jogador do Cruzeiro participa da goleada (3 a 0) da Seleção Brasileira sobre o Chile, pelo Mundial, em Joanesburgo, na África do Sul. Foi um dos dois jogos que participou da campanha da Seleção na Copa.

24/07/2010 Sofre uma lesão muscular na panturrilha esquerda e uma inflamação no tendão de Aquiles. A contusão o afasta dos gramados por quase três meses. Neste período desfalcou a equipe estrelada em 19 rodadas do Campeonato Brasileiro, que equivalia ao número de jogos de um turno inteiro.

17/10/2010 Recuperado da lesão retorna a equipe na derrota (2 a 1) para o Grêmio, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro. Gilberto entrou na vaga do lateral Pablo, aos 60 minutos. Mesmo com a derrota o Cruzeiro permaneceu na liderança do Campeonato.

05/12/2010 O Cruzeiro vence (2 a 1) o Palmeiras, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, e se confirma como vice-campeão brasileiro. Curiosamente, Gilberto era remanescente do último vice-campeonato do clube em 1998.

21/01/2011 O treinador Cuca revela o time que irá enfrentar o Uberlândia, num jogo-treino, no Parque do Sabiá, com Gilberto escalado entre os titulares. O meia Roger não concorda com o critério do treinador e revela sua insatisfação com a reserva de Gilberto, já que havia terminado a temporada de 2010 como titular.

30/01/2011 No intervalo do jogo contra a Caldense, na Arena do Jacaré, pelo Campeonato Mineiro, Gilberto se incomoda com as vaias da torcida, que pede a escalação de Roger, e desabafa: “entendo que se tudo tivesse sido resolvido internamente, talvez hoje a torcida não teria gritado o nome do Roger, nem reclamado pelo time não ter jogado bem no 1º tempo. Tem jogador que gosta de aparecer, de falar. Eu sou um jogador avesso a isso, procuro fazer aquilo que é melhor para mim dentro de campo e nos treinos. Titularidade se conquista dentro de campo e não fora, dando declaração”, comentou. “Eu nunca vi o Ronaldinho, o Zico, o Raí reclamar, o grande jogador se faz no dia a dia, dentro de campo”, finalizou.

15/05/2011 Conquista o segundo título com a camisa do Cruzeiro. Após a vitória (2 a 0) sobre o Atlético, no segundo jogo da decisão do Estadual, na Arena do Jacaré, Gilberto sagra-se campeão mineiro. Gilberto marcou o segundo gol em cobrança de falta.

04/09/2011 Após o empate (1 a 1) contra o Palmeiras, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro, anuncia que vai encerrar a carreira. Culpou a perseguição do árbitro Leandro Vuaden pela sua decisão. O árbitro havia lhe dado cartão amarelo no minuto final do jogo. No último jogo do Cruzeiro que o árbitro dirigiu, na vitória (1 a 0) sobre o Corinthians, no Pacaembu, Vuaden deu cartão amarelo aos 45 minutos e depois um vermelho, aos 72, para Gilberto.

10/09/2011 Faz seu último jogo com a camisa do Cruzeiro na derrota (1 a 0) para o Santos, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Nesta segunda passagem disputou 79 jogos e marcou 16 gols.

11/09/2011 Discute acirradamente com torcedores no desembarque do time no aeroporto de Confins. Afirma que outros jogadores deveriam ser cobrados, inclusive o "craque da galera", título recebido pelo meia Roger, em votação popular, no Campeonato Mineiro.

20/09/2011 Gilberto e seu empresário Reinaldo Pitta rescindem contrato com o Cruzeiro, que iria até dezembro de 2012.

*Série: Jogadores do Mundial que Jogaram pelo Cruzeiro
Postar um comentário