sábado, 21 de janeiro de 2017

Maiores goleadas pelos Campeonatos Mineiro e da Cidade

A goleada por 8 a 1 sobre o America TO, em Teófilo Otoni, pelo Estadual de 2011, foi a maior do Cruzeiro em campeonatos estaduais no interior

Por Carlos Henrique

O Cruzeiro divide com o América a maior goleada da história dos campeonatos oficiais desde 1915. No Campeonato da Cidade de 1928, o Cruzeiro goleou, por 14 a 0, o Alves Nogueira de Sabará, no estádio do Barro Preto, em 17 de junho. Um mês depois o América igualou a marca, ao bater também por 14 a 0, o Palmeiras do bairro de Santa Efigênia, em 29 de julho. Por um gol o Atlético deixou de igualar o recorde dos rivais. O time listrado goleou por 13 a 0, o Sport Calafate, em 11 de agosto de 1929. Os placares elásticos do Campeonato da Cidade sinalizavam a fragilidade das equipes de bairro e motivaram o movimento pela profissionalização do futebol, que ocorreu em 1933.

A maior goleada que o Cruzeiro aplicou no interior é recente e foi pelo Estadual de 2011. Em 23 de abril daquele ano, o Cruzeiro goleou por 8 a 1, o América de Teófilo Otoni, no estádio Nassri Mattar, pela semifinal do Campeonato Mineiro. No início daquela temporada, o Cruzeiro se notabilizou pela sequência de goleadas na Taça Libertadores e no Estadual, que levou o treinador Diego Aguirre, do Peñarol, a comparar o futebol da equipe com a do Barcelona em sua entrevista ao portal Tenfieldigital: “Guardadas as devidas proporções, no continente, (o Cruzeiro) é como o Barcelona. Seu jogo e os resultados que alcançou na Copa Libertadores são contundentes”.

Já na capital, o Cruzeiro aplicou a maior goleada do Mineirão, desde a sua fundação em 1965. O onze estrelado bateu o Flamengo de Varginha por 11 a 0, pelo Estadual de 1980. O time do sul de minas não havia se classificado para o Estadual, mas foi incluído numa lista de cinco equipes convidadas elaborada pelo presidente da Federação Mineira, Coronel Guilherme. Após a goleada, a diretoria do Flamengo, dispensou os jogadores e fechou o estádio Lincoln Oliveira. Este também foi o último jogo do goleiro Pascoal, do Flamengo, como profissional. “Eles não paravam de chutar contra mim”, relembrou o ex-jogador em entrevista a Revista Placar, de 25 de fevereiro de 1983.

Maior goleada na Capital
Pelo Campeonato da Cidade:
17/06/1928 - 14 a 0 Alves Nogueira de Sabará - no Barro Preto
Pelo Campeonato Mineiro:
09/10/1980 - 11 a 0 Flamengo de Varginha - no Mineirão
Maior goleada no interior:
Pelo Campeonato da Cidade:
05/08/1956 - 6 a 1 Meridional - em Conselheiro Lafaiete
Pelo Campeonato Mineiro
23/04/2011 - 8 a 1 América TO - em Teófilo Otoni
Jogo com maior número de gols na Capital:
Pelo Campeonato da Cidade:
17/06/1928 - 14 a 0 Alves Nogueira de Sabará - no Barro Preto
19/04/1931 - 11 a 3 Guarany de BH - no Barro Preto
Pelo Campeonato Mineiro:
14/10/1962 - 8 a 4 Guarani de Divinópolis - no Barro Preto
Jogos com maior número de gols no interior
Pelo Campeonato da Cidade:
02/06/1935 - 5 a 7 Siderúrgica - em Sabará
Pelo Campeonato Mineiro:
23/04/2011 - 8 a 1 América TO - em Teófilo Otoni
05/04/2009 - 7 a 2 Tupi - em Juiz de Fora
13/09/1979 - 6 a 3 Uberaba - em Uberaba
Maiores goleadas sofridas na Capital
Pelo Campeonato da Cidade:
27/11/1927 - 2 a 9 Atlético - no Estádio do América
Pelo Campeonato Mineiro:
16/10/1983 - 0 a 4 Atlético - no Mineirão
29/04/2007 - 0 a 4 Atlético - no Mineirão
Maiores goleadas sofridas no interior
Pelo Campeonato da Cidade:
17/09/1933 - 0 a 6 Villa Nova - em Nova Lima
Pelo Campeonato Mineiro:
24/06/1984 - 0 a 3 Uberlândia - em Uberlândia
08/07/1984 - 0 a 3 Democrata - em Gov. Valadares
03/03/1996 - 0 a 3 América - em Ipatinga

Postar um comentário