terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Campeonato Mineiro 1995

Time cruzeirense que disputou o Campeonato Mineiro de 1995. Em pé: William Andem, Rodrigo Silva, Rogério, Ademir, Júnior, Nonato; Agachados: Marcelo Ramos, Ricardinho, Pingo, Luiz Fernando Gomes, Cleison e Teotônio (massagista)

Carlos Henrique

Turno
05/02 - Cruzeiro 0 x 0 Tupi (Mineirão)
12/02 - Cruzeiro 3 x 0 Democrata (Duarte de Paiva, Sete Lagoas)
15/02 - Cruzeiro 4 x 0 Rio Branco (Mineirão)
19/02 - Cruzeiro 0 x 1 Democrata (Mamudão, Gov. Valadares)
21/02 - Cruzeiro 0 x 1 Valério (Israel Pinheiro, Itabira)
25/02 - Cruzeiro 0 x 1 Caldense (Mineirão)
11/03 - Cruzeiro 3 x 1 Uberlândia (Parque do Sabiá, Uberlândia)
19/03 - Cruzeiro 1 x 1 América (Mineirão)
26/03 - Cruzeiro 2 x 1 Mamoré (Waldomiro Pereira, Patos de Minas)
02/04 - Cruzeiro 2 x 1 Atlético (Mineirão)
05/04 - Cruzeiro 3 x 0 URT (Mineirão)
Classificação: 1o Atlético, 2o Cruzeiro, 3o América, 4o Mamoré, 5o Uberlândia, 6o Caldense, 7o Valerio, 8o URT, 9o Rio Branco, 10o Democrata-SL, 11o Democrata-GV, 12o Tupi
Returno
08/04 - Cruzeiro 2 x 0 Tupi (Procópio Teixeira, Juiz de Fora)
12/04 - Cruzeiro 3 x 0 Democrata-SL (Mineirão)
16/04 - Cruzeiro 1 x 2 Democrata-GV (Mineirão)
01/05 - Cruzeiro 1 x 0 Valério (Horto)
05/05 - Cruzeiro 1 x 1 Uberlândia (Mineirão)
14/05 - Cruzeiro 1 x 1 América (Mineirão)
20/05 - Cruzeiro 0 x 0 Mamoré (Mineirão)
24/05 - Cruzeiro 2 x 2 Caldense (Ronaldão, Poços de Caldas)
28/05 - Cruzeiro 1 x 1 Rio Branco (Parque do Azulão, Andradas)
31/05 - Cruzeiro 2 x 1 URT (Mangueirão, Patos de Minas)
04/06 - Cruzeiro 1 x 3 Atlético (Mineirão)
Classificação: 1o Atlético, 2o América, 3o Valerio, 4o Mamoré, 5o Cruzeiro, 6o Rio Branco, 7o Democrata-GV, 8o Tupi, 9o Democrata-SL, 10o Caldense, 11o URT, 12o Uberlândia

Classificação Final: 1o Atlético (campeão)*, 2o América*, 3o Cruzeiro, 4o Mamoré**, 5o Valerio, 6o Rio Branco, 7o Caldense, 8o Uberlândia, 9o Democrata-GV, 10o URT, 11o Democrata-SL***, 12o Tupi***
*Classificados para a Copa do Brasil 1996
**campeão do interior
***rebaixados
Artilheiro máximo: Renaldo (Atlético) com 13 gols

Critérios de participação
O Campeonato de 1995 foi disputado por 12 equipes, sendo os 8 primeiros colocados do Campeonato Mineiro de 1994, mais os quatro finalistas da Supercopa Minas Gerais de 1994 (URT, Democrata de Sete Lagoas, Rio Branco e Tupi) que substituíram os quatro rebaixados do Estadual de 1994 (Villa Nova, Atlético TC, Patrocinense e Alfenense).

Sistema de disputa
Dividido em dois turnos distintos. Houve duas possibilidades para se sagrar campeão mineiro: vencer o quadrangular final ou os dois turnos, que eliminaria a disputa do quadrangular. O campeão de cada turno levaria um ponto extra para o quadrangular final entre os quatro melhores na classificação geral dos dois turnos. De acordo com as novas determinações da FIFA, cada vitória passou a contar três pontos na tabela de classificação. Os dois últimos colocados na classificação geral foram rebaixados.

Sistema 4-4-2
Dida, Nonato (Rodrigo Silva), Rogério (Júnior), Arley Álvares e Serginho; Ademir, Pingo (Ricardinho), Belletti e Luiz Fernando Gomes; Cleison e Marcelo Ramos (Maurício). Treinadores: Carlos Alberto Silva (12), Antônio Lopes (6), Ênio Andrade (2), Luciano Pascoal (1).

Quem jogou
Jogos
Jogadores
21
Pingo
19
Nonato
17
Rogério
16
Belletti
15
Ademir, Arley Álvares, Cleison, Marcelo Ramos
14
Júnior, Serginho
12
Dida, Luiz Fernando Gomes, Ricardinho
10
Maurício, Rodrigo Silva
9
Dinei, Missinho, Tiganá, Wiliam Andem
6
Careca, Piá
4
Lelei
3
Dé, Webert, Zelão
2
Donizete Amorim, Harlei, Odemilson
1
Alex Carvaline, Derlan

Quem marcou gols
Gols
Jogadores
7
Cleison
6
Marcelo Ramos
4
Rogério
3
Dinei, Maurício
2
Belletti
1
Careca, Luiz Fernando Gomes, Missinho, Pingo, Tiganá, Zelão
1
Juninho (Democrata-SL), Canário (URT)


Concorrência com a Copa Master da Supercopa e a Copa do Brasil
Devido as datas dos jogos contra o Olimpia do Paraguai, em 9 e 16 de março, pela disputa da Copa Master da Supercopa e do jogo contra o CSA, em 3 de março, pela Copa do Brasil, a data do jogo contra o Rio Branco, pelo turno, foi antecipada de 5 de março para 15 de fevereiro e, contra o Valério, do dia 8 de março para 21 de fevereiro. A data do jogo contra a Caldense, pelo returno, foi remanejada de 20 de abril para 24 de maio; e do jogo contra o Rio Branco, de 23 de abril para 28 de maio, por causa dos confrontos contra o Bahia, em 21 e 28 de abril, pela Copa do Brasil. A data do jogo contra o Valerio, pelo returno, foi antecipada de 8 para 1o de maio; e do jogo contra o Uberlândia, de 7 para 5 de maio, por causa dos confrontos contra o Flamengo, em 10 e 17 de maio, pela Copa do Brasil.

Terceiro colocado no Estadual
Com a terceira colocação na tabela de classificação, o time estrelado não garantiu uma das duas vagas que a competição oferecia para a disputa da Copa do Brasil.
Postar um comentário