quarta-feira, 29 de março de 2017

Time do Cruzeiro de 1948 não levou o título, mas ganhou todas do Galo

O time do Cruzeiro que detonava o Galo em 1948. Em pé: Ceci, Avelino, Vicente, Oldack, Geraldo II e Duque; Agachados: Helvécio, Guerino, Nonô, Paulo Florêncio e Sabu.

Carlos Henrique

Desde que o Cruzeiro vença os clássicos contra o Atlético, os cruzeirenses não se importam se não ganharem o título. Uma das vezes que esta máxima ocorreu foi no Campeonato da Cidade de 1948. O torneio teve três turnos, sendo o último disputado em campos neutros. O Cruzeiro venceu os clássicos em seu estádio e no campo do rival e empatou o último no estádio do América, em Santa Efigênia. Os americanos levaram o título de 1948, mas o que importa é que o Galo foi freguês.

O clássico do turno foi disputado no estádio atleticano do bairro de Lourdes. Vitória cruzeirense por 2 a 1. O time estrelado costumava se dar bem no estádio do rival em jogos oficiais.

CRUZEIRO 2 x 1 ATLÉTICO
20/06/1948 - Campeonato da Cidade – Lourdes
Ingressos: 4.359 (Cr$ 41.038,)
Árbitro: Francisco Graça Filho
Gols: Nonô 38’; Lauro 55’; Sabu 78’
Cruzeiro: Sinval, Duque e Bené; Adelino, Rubens e Ceci; Renato, Nonô, Abelardo, Paulo Florêncio e Sabu. T: Niginho
Atlético: Kafunga, Murilo e Ramos; Mexicano, Monte e Carango; Lucas, Afonso, Carlaile, Lauro e Nivio. T: Felix Magno

O clássico do returno foi disputado no estádio cruzeirense do bairro do Barro Preto. O atacante Abelardo marcou o gol da vitória por 1 a 0, e não ficou por isso. Recebeu Cr$ 3 mil, ganhou roupas de presente e até uma viagem de prêmio ao Rio de Janeiro ofertados pelos torcedores cruzeirenses. O restante do time recebeu uma premiação de 250 cruzeiros que foram arrecadados no estádio, no dia do clássico.

CRUZEIRO 1 x 0 ATLÉTICO
22/08/1948 - Campeonato da Cidade - Barro Preto
Ingressos: 10.070 (Cr$ 102.568,)
Árbitro: Mario Vianna/RJ
Gol: Abelardo 18’
Cruzeiro: Sinval, Duque e Bené; Adelino, Rubens e Ceci; Helvécio, Nonô, Abelardo, Paulo Florêncio e Sabu. T: Niginho
Atlético: Kafunga, Murilo e Ramos; Mexicano, Monte e Afonso; Lucas, Lauro, Carlaile, Lêro e Nivio. T: Campeão

O último clássico entre as equipes pelo Campeonato foi no estádio da alameda Álvaro Celso, no bairro de Santa Efigênia. O atacante Abelardo, mais uma vez, desencantou e marcou dois gols, que evitaram o título antecipado do Galo. O alvinegro empatou, no último minuto, com um gol marcado por Lucas. Contam que torcedores atleticanos invadiram o gramado para agredir Abelardo. Não suportavam ver o atacante cruzeirense marcar gols todos os dias no seu time.

CRUZEIRO 2 x 2 ATLÉTICO
14/11/1948 - Campeonato da Cidade - Alameda
Renda: Cr$ 105.246,
Árbitro: Geraldo Toledo
Gols: Carlaile 24’; Abelardo 32’; Abelardo 57’; Lucas 89’
Cruzeiro: Geraldo II, Duque e Bené; Adelino, Ronaldo e Ceci; Helvécio, Nonô, Abelardo, Paulo Florêncio e Sabu. T: Niginho
Atlético: Kafunga, Murilo e Ramos; Mexicano, Monte e Carango; Lucas, Tião, Carlaile, Alvinho e Nivio. T: Campeão
Postar um comentário