quinta-feira, 27 de abril de 2017

FLAMARION

Carlos Henrique

26/08/1951 Nasce Flamarion Nunes Tomazoli, em Ouro Fino, MG.

18/05/1977 O volante de 26 anos é anunciado como novo reforço para a disputa do Campeonato Mineiro. Flamarion assina contrato de 19 meses. Veio com a responsabilidade de substituir Piazza, que havia anunciado o fim de sua carreira. O Cruzeiro pagou Cr$ 1,5 milhão ao Guarani de Campinas.

25/05/1977 Substitui Eli Mendes no intervalo do jogo contra a Caldense, em Poços de Caldas, pelo Campeonato Mineiro. Em sua estreia o Cruzeiro vence por 1 a 0.

29/05/1977 Estreia, como titular, na derrota (0 a 3) para o Atlético, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro.

04/06/1977 O Cruzeiro solicita a Conmebol o aumento do número de inscritos - de um para quatro - para a segunda fase da Taça Libertadores. O pedido é recusado e Flamarion fica de fora da Libertadores. Assim perde a condição de titular da equipe.

17/09/1977 Com o término da Libertadores e a contusão de Eli Mendes, Flamarion ganha, definitivamente, a vaga de titular na decisão do Campeonato Mineiro contra o Atlético.

09/10/1977 Conquista o título de campeão mineiro, após a vitória estrelada por 3 a 1 sobre o Atlético, no terceiro jogo decisivo, no Mineirão. Flamarion destacou-se nos três jogos da decisão por ter dado mais combatividade ao setor de meio de campo.

28/02/1978 Marca o primeiro gol com a camisa cruzeirense na vitória (2 a 0) sobre o Ferroviário-CE, em amistoso, em Fortaleza-CE.

18/08/1978 Marca seu último gol na vitória (2 a 1) sobre o Hercules, no amistoso disputado em Valencia (Espanha). Ao todo marcou apenas dois gols em sua passagem pelo Cruzeiro.

01/11/1978 Não comparece ao treino na Toca da Raposa. 

07/11/1978 Reclama com o diretor Adil de Oliveira estar desgastado e de não ter mais ambiente no clube. Alegou ser um líder político do plantel, que sempre levava à diretoria as reivindicações e reclamações dos jogadores. Revela o desejo retornar a São Paulo. A diretoria cruzeirense não aceita o pedido e confirma a sua condição de titular e capitão do time. Exigem que cumpra o contrato até março de 1979.

11/11/1978 Diante do impasse, o presidente Felício Brandi orienta Flamarion a procurar outro clube.

14/11/1978 O presidente Felício Brandi fala sobre a situação de Flamarion: _Ele deve continuar treinando e jogar quando o treinador resolver escalá-lo, até que seja contratado por outro clube. Afinal tem contrato com o Cruzeiro e terá de respeitar isso.

17/11/1978 Recusa-se a jogar contra o Nacional, em Muriaé, pelo Campeonato Mineiro.

08/12/1978 O Cruzeiro o oferece a um clube paulista.

22/12/1978 Corinthians apresentou proposta, mas Cruzeiro pediu alto ou a troca por um jogador de destaque.

26/12/1078 Felício revela que Flamarion será oferecido numa troca pelo zagueiro Polozi da Ponte Preta mais uma soma em dinheiro.

11/02/1979 Retorna ao time depois de quatro meses na goleada (5 a 0) sobre o América, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro. Entra no decorrer do jogo na vaga de Erivelto.

11/03/1979 Faz seu último jogo com a camisa do Cruzeiro na derrota (1 a 2) para o América, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro. Ao todo foram 87 jogos com a camisa estrelada.

29/03/1979 Acerta as bases do contrato com o Coritiba, por empréstimo, de um ano. No entanto, os clubes não chegaram a um acordo.

05/04/1979 Portuguesa se interessa pela contratação de Flamarion e Cruzeiro pede o atacante Enéas em troca.

09/04/1979 Deixa o Cruzeiro e vai para o Sport Recife. O rubro-negro pernambucano cedeu por empréstimo o lateral esquerdo Nivaldo.
Postar um comentário