segunda-feira, 15 de maio de 2017

Copa Masters da Supercopa 1992

Carlos Henrique

SEMIFINAL

CRUZEIRO 1 x 1 RACING (ARG)
29/05/1992 (Sex-21h) - El Fortin (Buenos Aires, Argentina)
Ingressos: 5.840 (US$ 28.186,) (Cr$ 82.500.000,)
Arbitragem: Henrique Marin/CHI (Salvatore Imperatore/CHi e Gaston Castro/CHI)
Gols: Ruben Paz 40’; Charles 79’
Cruzeiro: Zé Carlos, Paulo Roberto, Paulão, Célio Lúcio e Nonato; Ademir, Andrade (Édson/46’) e Boiadeiro; Macalé (Luiz Fernando/46’), Cleison e Charles. T: Jair Pereira
Racing: Roa, Borelli, Distefano, Reinoso e Valejos (Nuñes); Fabbri, Basualdo e Guendulain; Carranza, Ruben Paz e Torrez. T: Humberto Grondona
CA: Fabbri (Rac)
Tiros livres: Cruzeiro 3-1

Boca Juniors venceu o Olimpia por 1 a 0 na outra semifinal

FINAL

CRUZEIRO 1 x 2 BOCA JUNIORS (ARG)
31/05/1992 (Dom-16h) - El Fortin (Buenos Aires, Argentina)
Renda: US$ 128.101 (121.120,)
Arbitragem: Jorge Nieves/URU (Ernesto Felipe/URU e Eduardo Lunique/URU)
Gols: Soñora 27’; Édson 37’; Giuntine 74’
Cruzeiro: Zé Carlos, Paulo Roberto, Paulão, Célio Lúcio e Nonato; Ademir, Boiadeiro e Luiz Fernando (Riva/73’); Cleison, Charles e Édson (Andrade/76’). T: Jair Pereira
Boca Juniors: Navarro Montoya, Soñora, Simon, Giuntine e Abramovich; Giunta, Walter Pico, Apud (Amato/61’) e Márcico; Saturno (Rentera/46’) e Roberto Cabañas. T: Oscar Tabárez
CA: Boiadeiro (C)

Decisão 3º lugar: Racing (ARG) 1 x 2 Olimpia (PAR)

Critérios de participação:
A Confederação Sulamericana organizou a Copa Masters para ser disputada entre os campeões da Supercopa. Até 1992, os campeões eram Racing (1988), Boca Juniores (1989), Olimpia (1990) e Cruzeiro (1991).

Premiação
Cada participante recebeu US$ 150 mil (Cr$ 450 milhões) e o campeão mais US$ 100 mil.
Postar um comentário